Nas Bancas

Especial Manoel de Oliveira: Longa-metragem romântica

Também no amor a vida foi generosa com Manoel de Oliveira, dando-lhe um casamento de 74 anos.

CARAS
22 de abril de 2015, 17:00

A 4 de dezembro de 1940, quando se casou com Maria Isabel Brandão de Meneses de Almeida Carvalhais, Manoel de Oliveira já tinha 32 anos. À época, era considerado um casamento tardio, mas a vida foi generosa, dando-lhes 74 anos para usufruírem do seu amor constante. Um amor que levou Isabel a desistir da sua vocação para a pintura, primeiro para se dedicar à educação dos quatro filhos – Manuel Casimiro (1941), José Manuel (1944), Isabel Maria (1947) e Adelaide Maria (1948) –, depois, mais tarde, quando o realizador começou a rodar ao ritmo alucinante de mais de um filme por ano, a acompanhá-lo aos plateaux, onde o ajudava com o som. Musa inspiradora, aos 89 anos apareceu num filme do marido, Cristóvão Colombo, o Enigma. Numa cena do filme, perguntou-lhe: “Manuel, tu amas-me?”. A pergunta não constava do argumento.

Palavras-chave

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras