Nas Bancas

465804872.jpg

Getty Images

George Clooney recorre à lei italiana para proteger a sua privacidade

A partir de agora, quem se aproximar da propriedade do ator no Lago Como terá de pagar 500 euros.

CARAS
7 de abril de 2015, 17:09

George Clooney decidiu recorrer à lei italiana para proteger a sua privacidade. O ator, que é proprietário de duas casas no Lago Como, viu-se obrigado a tomar medidas devido à curiosidade das pessoas que se aproximam das residências.
O presidente da câmara de Laglio, Roberto Pozzi, emitiu um decreto-lei para proteger o direito à vida privada do ator e da mulher, Amal, que refere que quem chegar perto das mansões Villa Oleandra e Villa Marguerita terá de pagar 500 euros.
A lei entrou em vigor pouco tempo antes do 53.º aniversário de Clooney, celebrado no próximo dia 6 de maio, e é aplicada a todos os não residentes, incluindo os convidados do casal.

Palavras-chave

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras