Nas Bancas

John Malkovich

John Malkovich

Getty Images

John Malkovich: “Acreditávamos que Manoel de Oliveira seria o primeiro ser humano que não morreria”

O ator norte-americano destacou a singularidade do cineasta português.

3 de abril de 2015, 15:40

John Malkovich disse esta sexta-feira que, quando soube da notícia da morte de Manoel de Oliveira, ficou bastante emocionado. “Era um exemplo de um ser com uma individualidade própria, alguém completamente único, com um ponto de vista próprio, uma visão. Eu adorava-o”, afirmou, em declarações ao Diário de Notícias.
O ator norte-americano referiu que as pessoas que conheciam o cineasta português “acreditavam que ele seria o primeiro humano que não morreria”.
Recorde-se que Malkovich participou em três filmes de Manoel de Oliveira, O Convento (1995), Vou para Casa (2001) e Um Filme Falado (2003). O realizador morreu ontem, aos 106 anos. 
O ator está no Porto para participar nas cerimónias fúnebres do cineasta, realizadas esta tarde. 

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras