Nas Bancas

Luís Franco Bastos

Luís Franco Bastos

D.R.

A escolha de... Luís Franco Bastos

O humorista está atualmente em “tournée” pelo país com o seu espetáculo de “stand-up” a solo “Roubo de Identidade”.

CARAS
15 de março de 2015, 20:00

Luís Franco-Bastos nasceu a 28 de novembro de 1988 e com apenas 19 anos ganhou o concurso de talentos de humor Cómicos de Garagem, momento que viria a ser a rampa de lançamento da sua carreira como humorista. Licenciado em Ciências da Comunicação pela Universidade Nova de Lisboa, tem uma rubrica radiofónica diária na Antena 3, Outra Coisa, e um espetáculo a solo de stand-up comedy, Roubo de Identidade, que continua a esgotar salas por todo o país. Herman José, a sua primeira referência, despertou-lhe aos oito anos a vontade de fazer rir a família e os amigos. Humorista, ator e autor, tem a capacidade de imitar 40 vozes tão distintas como a de Cristiano Ronaldo ou a de Francisco Louçã.
O Filme - “O Clube dos Poetas Mortos”
Provavelmente o filme que já vi mais vezes. Tem a minha linha de diálogo preferida de sempre. “Independentemente do que vos disserem, as palavras e as ideias podem mudar o mundo.”
A Viagem –
Paris
Nunca lá tinha ido, fui este ano pela primeira vez e já é a minha cidade preferida a par de Lisboa. Tudo o que dizem de bom de Paris e de que já todos ouvimos falar é rigorosamente verdade.
O Fim de semana – Porto
Para mim, não há melhor fim de semana do que ir ao Porto, em trabalho ou em lazer. O público e as pessoas recebem-nos sempre de forma incrível. Ideal para passear e comer bem!
A Série - “Seinfeld“
A melhor sitcom de todos os tempos, em todos os aspetos possíveis. Nos tempos da faculdade via sempre episódios na cama quando chegava das festas e das saídas. Ritual sagrado.
O Concerto - Richie Campbell
Tem uma qualidade essencial num artista: preocupa-se sempre a cem por cento em fazer valer cada cêntimo que o público paga para o ver ao vivo – e consegue. É dinheiro bem gasto e isso fideliza o público.
O Disco - “Ten“, Pearl Jam
O meu álbum preferido da minha banda preferida. Não tem nenhuma música de que eu não goste. Black é um daqueles temas que surge uma vez num milhão. A música que tenho no carro ou no iPhone varia, mas Pearl Jam está sempre lá.
O Restaurante -O Magano
Um pequeno paraíso alentejano no coração do bairro onde cresci, Campo de Ourique. Só as entradas chegavam para ser inacreditável. Não se descreve. Têm que lá ir. E comam tudo o que puderem!

 

 

Palavras-chave

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras