Nas Bancas

Beatrice Borromeo vence processo em tribunal contra Victor Emanuel de Saboya

"Ganhar um caso é sempre agradável, mas contra Victor Emanuel de Saboya dá o dobro do prazer"

CARAS
11 de março de 2015, 11:14

A noiva de Pierre Casiraghi não escondeu a sua satisfação ao partilhar nas redes sociais que tinha ganho um processo contra o filho do último rei de Itália, Victor Emanuel de Saboya. O processo remonta à década de setenta e Beatrice Borromeu estava envolvida enquanto repórter do jornal italiano Il Fatto Quotidiano.

 

Corria o ano de 1978 na pequena ilha Cavallo, na Córsega, quando Victor Emanuel de Saboya, filho do rei Humberto II, tinha o seu iate atracado na Costa Esmeralda.

 

Na noite do dia 17 de agosto, o herdeiro ao trono italiano acreditava que uma embarcação vizinha lhe tinha roubado o bote insuflável que usava nas suas deslocações a terra, pelo que se dirigiu à embarcação munido de uma espingarda.

 

Segundo a acusação, Victor Emanuel fez vários disparos e um deles acabou por atingir Dirk Hammer, um turista alemão que estava a dormir num barco próximo do local onde aconteceu a disputa, e que acabaria por morrer na sequência dos ferimentos. Em 1991, após uma longa batalha judicial, um tribunal parisiense acabou por absolver o príncipe.

Em 2006, a história tomou um novo rumo. Victor Emanuel, que estava detido na prisão de Potenza – devido a outro caso que terminou na sua absolvição e na sequência do qual foi recentemente indemnizado –, relatou aos companheiros de cela como é que tinha conseguido enganar o tribunal francês. Esta suposta confissão foi gravada por câmaras ocultas, sendo transcrita pela primeira vez no Corriere della Sera, algo que Víctor Emanuel qualificou de mera “montagem”.

Contudo, o caso acabaria por voltar a dar que falar em 2011 quando Beatrice Borromeo e o jornal Il Fatto Quotidiano decidiram publicar a gravação integral do vídeo.

A partir desse material, a irmã do turista morto acabaria por escrever um livro no qual recordava o trágico episódio, com o título Crime Sem Castigo: A Verdadeira História de Victor Manuel.

Birgit Hamer encontrou em Beatrice Borromeo uma aliada de peso, tendo a aristocrata, inclusive, escrito o prefácio do livro.

O herdeiro italiano, atualmente com 78 anos, processou o jornal acusando-o de difamação, de “ter montado artificialmente o vídeo” e classificando-o de “uma tentativa de mau gosto de reavivar um caso doloroso”. Quatro anos mais tarde, segundo os sites de informação online Dagospia  e BlitzQuotidiano, a justiça italiana pronunciou-se a favor do diretor do jornal, Marco Travaglio, e dos autores da notícia, Beatrice Borromeo e Antonio Padellaro.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras