Nas Bancas

Sharam Diniz: “Dá-me prazer vestir a pele de uma personagem”

A viver em Nova Iorque, a modelo luso-angolana não esquece Portugal.

CARAS
22 de fevereiro de 2015, 10:00

A modelo luso-angolana esteve no Porto para ser fotografada para a campanha Portuguese Shoes, que se apresenta como “a indústria mais sexy da Europa. A CARAS acompanhou a sessão, no estúdio de Frederico Martins, e conversou com Sharam Diniz sobre o seu dia-a-dia em Nova Iorque e os desafios profissionais que a transformaram numa top model. “Quando olho para trás vejo que passaram seis longos anos, vividos com muita dedicação, trabalho e paciência, porque não é nada fácil. Saí de Luanda em 2008 e fui para Inglaterra estudar. Lá, percebi que teria um lugar no mundo da moda, por isso mudei-me para Nova Iorque em 2011. Apesar de haver mais mercado, a concorrência também é maior, por isso tive de crescer sozinha. Não é fácil ouvir um não, acho que ninguém gosta, mas há que saber encaixar”, conta, fazendo um balanço positivo dos últimos anos. “O que fazemos ao longo do ano é contabilizado na nossa valorização. As capas e os editoriais de revistas, as campanhas, os prémios que recebemos, tudo conta para sermos chamadas para os desfiles mais importantes, como, por exemplo, o da Victoria’s Secret. Este é um show que tem bastante visibilidade em todo o mundo e nos abre imensas portas. Depois de o fazer fui convidada para a campanha do novo relógio da Chanel”, explica Sharam.
Focada e dedicada, a modelo vive há três anos em Nova Iorque, mas em 2014 tudo ficou mais fácil quando o namorado, Marcelo Costa, se mudou para lá. “A vida agora está mais colorida. Antes era muito difícil ir a Luanda e deixá-lo, e à minha família, para voltar sozinha para Nova Iorque. Agora sei que tenho sempre alguém à minha espera. Damo-nos muito bem, ele até cozinha para mim e como eu não sei, é excelente para manter a forma”, diz, sorridente. Juntos há três anos, conhecem-se há seis e, como resume Sharam “é uma história longa com final feliz”.
Adaptada aos EUA, a modelo conta que tem uma vida muito agitada: “Quando não tenho castings procuro estar com os meus amigos ou vou ao cinema, mas também adoro ficar em casa a ver as novelas da Globo. Para manter a forma pratico boxe, zumba e corro. A minha imagem é o meu trabalho, por isso tenho de ir ao ginásio, ainda por cima porque como de tudo, não me privo de nada.
Aos 23 anos, Sharam sabe que a carreira de manequim é curta e embora seja essa a sua prioridade, não esconde o desejo de um dia trabalhar em televisão. “Como manequins temos de ser também um bocadinho atrizes, incorporar várias personagens. Hoje, por exemplo, tive de ser uma mulher sexy e poderosa, quando eu sou mais sorridente e ‘fofinha’. Mas dá-me prazer mudar de persona­gem, porque tenho o bichinho da televisão. Atualmente não tenho tempo porque estou sempre a viajar, mas assim que puder vou estudar representação.
Anos depois de se ter estreado como modelo, Sharam regressa ao nosso país para protagonizar a sua primeira campanha em Portugal, depois de vários editoriais e capas de revistas. “É muito bom estar de volta a este estúdio, onde me sinto em casa. O primeiro trabalho que fiz em Portugal foi aqui, com o Frederico. Ele acreditou em mim há quatro anos e tudo correu bem”, recordou, concluindo: “Os sapatos que experimentei são todos muito bonitos, elegantes e femininos. Como qualquer mulher, adoro saltos altos e não saio para eventos ou festas sem levar saltos altos.

 

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras