Nas Bancas

Jorge Mendes: Os segredos de um dos homens mais poderosos do futebol

Cristiano Ronaldo, autor do prefácio deste livro, descreve o seu agente como uma das pessoas mais honestas do mundo do futebol e diz que Jorge Mendes – padrinho do seu filho – é um dos seus “pais” do futebol.

CARAS
15 de fevereiro de 2015, 18:00

As origens humildes nunca impediram Jorge Mendes de sonhar alto, mas poucos imaginariam que o rapaz de alcunha ‘Cabanas’ que vendia cestos de vime na praia da Fonte da Telha ou jogava futebol na equipa da Petrogal viria a tornar-se o maior empresário do futebol, movimentado milhões de euros e chamando ‘seus’ aos melhores jogadores e treinadores da atualidade. No livro Jorge Mendes – O Agente Especial, de Miguel Cuesta e Jonathan Sánchez, é revelado o lado mais secreto de Jorge Mendes e alguns dos segredos que fizeram dele uma das figuras mais poderosas do futebol mundial. Leia alguns excertos e conheça melhor um homem para quem nada é impossível.
“O fura-vidas com genes de negociante”
‘Cabanas’ era a alcunha por que era conhecido Jorge Mendes, uma alcunha que herdara do pai. Jorge descia as escadas a correr. Rápido como um raio. Assim o recorda D. Preciosa, a vizinha com quem sempre se cruzava. “Às vezes, punha-se a gritar que ia triunfar. Era um bom menino, muito bem educado.” (...) A família Mendes só dispunha de um ordenado, de modo que tinha algumas dificuldades financeiras. “Eu era um miúdo, mas tinha a noção de que tinha de ajudar os meu pais.” Todos os fins de semana em que estava bom tempo ia para a praia da Fonte da Telha, perto da Costa de Caparica. Vendia chapéus, flutuadores e cestos de vime, feitos à mão pela mãe. (...) Não só vendia aos fins de semana objetos na praia como também o fazia com alguma facilidade na famosa Feira da Ladra, onde tinha, com os amigos, uma banca de artigos em segunda mão. O seu amigo Énio acompanhava-o. “O Jorge vendia mais que ninguém. Tinha um dom especial para os negócios.”
“O primeiro emprego”
O seu primeiro emprego com salário fixo surgiu quando tinha 18 anos. Trabalhou a fabricar e a embalar gelados. Um trabalho que lhe valeu um primeiro ordenado, de duzentos e tal euros mensais. Graças aos primeiros salários, também foi o primeiro do grupo a ter o seu próprio carro. “Era um Fiat 127 muito antigo. Chegou uma altura em que o carro tinha mais betume para tapar os buracos do que propriamente chapa.” Jorge reconhece que era um carro especial. “De cada vez que via um risco no Fiat ficava doente. Foi o carro de que mais gostei em toda a minha vida.”
“A Gestifute”
Ao princípio nem sequer tinham um escritório, todas as reuniões se efetuavam em restaurantes ou hotéis, até adquirirem um espaço no Porto. Era um quarto andar com um elevador estragado e onde não havia internet nem computadores.
“Cristiano Ronaldo”
A vida de Jorge Mendes muda radicalmente, sem ele o saber, em 2002, quando um amigo o apresenta ao jovem de 17 anos que joga no Sporting Clube de Portugal chamado Cristiano Ronaldo. “Conheci o Jorge quando era muito jovem. Foi tudo muito natural”. Sérgio Alves (colaborador de Jorge Mendes) recorda assim esse jantar: “Fiquei sozinho a falar com Cristiano e o Jorge foi falar com a mãe. Dolores foi uma pessoa chave para o convencer. Quando voltou, disse-me: ‘Cristiano vai ficar connosco’.” Jorge Mendes considera Dolores Aveiro vital na vida de Ronaldo: “Estive com ela quando os conhecemos. É um exemplo no sentido de que procura o melhor para o filho e sabe como gerir as coisas. E ele também tem muito carinho pela mãe, é um filho espetacular.” Dolores Aveiro não pode ter melhor opinião sobre o representante do filho: “Desde que conheci Jorge Mendes senti que era uma pessoa que ia ajudar muito o meu filho. Nunca poderei agradecer por completo o que o Jorge fez por mim e pela minha família. Considero-o um amigo, passou a ser parte da minha família.”
A relação entre Jorge e Cristiano ultrapassa o plano profissional. É o próprio Cristiano que o reconhece: “Vejo no Jorge uma das pessoas mais honestas que conheci no futebol, o que não é fácil. É um mundo complicado, cada um olha para os seus interesses, o Jorge não. Para mim, o Jorge é um dos meus pais do futebol, porque me ajudou muito. É padrinho do meu filho e eu sou padrinho do filho dele. Temos uma relação muito boa. Não o considero um agente, considero-o um amigo, um pai, um irmão mais velho.” (...) Perguntámos a Mendes pelo momento em que Ronaldo já não esteja... Quem será o próximo jogador a alcançar esse nível? Quem virá depois de Cristiano Ronaldo? “O Cristiano do futuro é o próprio Cristiano, porque lhe restam muitos anos mais.”
“José Mourinho”
“Jorge Mendes é o agente. Um exemplo é o filme Jerry Maguire, em que Tom Cruise era o agente dos melhores jogadores de futebol americano; esse é Jorge Mendes. Se pergunta quem é ‘o treinador’..., treinadores somos muitos, somos quatro, cinco ou seis tipos, que estamos aí, no top. Mas se pergunta quem é ‘o agente’, o agente é o Jorge.”
“O vírus Mendes”
“Uma vez, uma pessoa disse-me que queria trabalhar comigo. Sabem quanto tempo aguentou? Três dias. Teve de ir para o hospital. É o vírus Mendes. Nem toda a gente o tolera.” Esta é a explicação de Jorge Mendes para o seu ritmo de trabalho. (...) Mendes admite que devia descansar mais e dedicar mais tempo a si próprio. Deixar o telefone de lado é uma tarefa impossível. “Dizem-me sempre que os telefones fazem mal e eu digo que sim, que é verdade. Mas eu sou uma pessoa permanentemente ocupada e trabalhar dá-me saúde mental e física. Pensar resulta.”
“Sandra Mendes. Companheira de viagem”
O motor da sua vida são a mulher e os filhos. “Jorge nunca diz ‘vou tentar fazer’, diz sempre ‘vou fazer’.” É a forma como a sua esposa, Sandra, define a mentalidade triunfadora do marido. Na vida de Mendes, o destino, sempre instável e caprichoso, propiciou que houvesse uma mulher por trás: compreensiva, esmerada, observadora e elegante, protegendo o lado emocional do empresário. Sandra é a mulher de Jorge e, como ela mesma conta, é a sua “companheira de vida e de viagem”.
Sandra Mendes, nascida no Porto e licenciada em Direito, é mãe de duas filhas, Bárbara e Beatriz, e do pequeno Jorge Mendes Júnior. “Só vos posso dizer coisas boas do meu marido, porque para mim ele é o melhor do mundo e, como pai, é um pai fenomenal. Sou uma mulher que está sempre ao seu lado, viajo com ele do Porto a Madrid, passando por Londres ou qualquer outra parte do mundo.” (...) Como consegue o agente compaginar as suas ocupações empresariais com a sua dedicação familiar? Para Jorge, o dia não termina até ter dado por cumpridas todas as suas obrigações, e entre elas está a sua família. “Muitas vezes acordamos numa cidade, almoçamos noutra e dormimos noutra ainda.” Um vaivém de trabalho que não impede que o empresário exerça a sua responsabilidade familiar com suma felicidade.
“Maradona”
“Desde que a minha mãe se foi, disse-me e ensinou-me muitas coisas, tirando o que as minhas filhas me ensinaram. Tive problemas de drogas e de álcool. E todos queriam o melhor para mim e a minha velha, antes de se ir, disse-me: ‘Junta-te a gente boa!’ E encontrei o Jorge no meu caminho.” Maradona vê o seu novo guia como um salvador divino. “Encontrei-o em Madrid, faz quatro anos, começámos a falar e ele disse-me que era muito amigo de Mourinho. Eu disse-lhe que o queria conhecer e Jorge foi a ligação entre mim e o Mourinho. Vi-o como um tipo normal, vi que gostava de trabalhar, não desses que tiram o sumo ao trabalho, mas sim ganhá-lo por mérito próprio.”
“Gestos solidários”
Jorge não é uma pessoa que torne públicas as suas doações e ajudas a organizações e a pessoas necessitadas. No entanto, essa é uma faceta interessante do agente, que mostra que é uma pessoa sensibilizada e preocupada em relação às dificuldades dos outros. Todas as semanas, a caixa de entrada do correio da Gestifute recebe cerca de dois mil e-mails com pedidos de todos os géneros. Desde ajudas até ofertas de jogadores. 

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras