Nas Bancas

Pedro Couceiro prepara casamento: "Sinto que encontrei a mulher da minha vida”

No Castelo da CARAS, o piloto de automóveis e a noiva falam dos preparativos para a oficialização da sua união.

André Barata
10 de fevereiro de 2015, 15:00

Juntos há um ano, Pedro Couceiro e Mariana Sousa Gaspar estão noivos há cerca de três meses e vão casar-se em 2015. A cerimónia já está marcada e deverá acontecer no próximo verão, como contou o noivo. Pedro Couceiro não podia estar mais feliz com a nova fase que está a viver: “Estamos muito contentes, é um momento muito importante para nós.
Depois de Pedro Couceiro ter surpreendido Mariana com o pedido de noivado, o casal desfrutou de algum tempo a dois no Castelo da CARAS. O piloto, de 44 anos, aceitou o nosso convite e posou ao lado da namorada, de 29 anos, em Estremoz. Embora fosse a estreia absoluta da controller financeira do grupo Sea Me, Mariana não se deixou intimidar pelas objetivas e esteve tão à vontade como o namorado, que está mais do que habituado a ser fotografado, não fosse ele profissional do desporto automóvel há mais de 20 anos. No final da sessão, conversámos com o casal, que nos contou como tem aproveitado o tempo a dois. A filha do piloto, Inês, de oito anos, fruto do primeiro casamento com Sofia Carvalhosa, não ficou fora da conversa, claro.
Como correu esta sua primeira experiência fotográfica ao lado do Pedro?
Mariana Sousa Gaspar –
Foi muito giro, mesmo! Não estou nada habituada, mas gostei imenso.
Pedro Couceiro – Para a Mariana foi a primeira vez, mas mesmo eu, com uma vida profissional com mais de 20 anos, já fiz várias sessões convosco e nunca estou completamente à vontade. Não é a ‘minha praia’. Costumo dizer na brincadeira que toda a vida usei capacete por isso mesmo [risos].
– Falando um pouco sobre a vossa relação, como se conheceram?
Eu já conhecia o irmão mais velho da Mariana, acabámos por ser apresentados um ao outro e...
– E como têm sido estes primeiros meses de namoro?
Mariana –
Têm sido maravilhosos! [risos]
– Têm aproveitado para fazer planos a dois?
Pedro –
Este ano não foi dos mais fáceis, foram raras as alturas em que consegui estar em Portugal dois fins de semana seguidos. Foi muitas vezes difícil conciliar os nossos horários. Mas conseguimos, claro. Quando uma pessoa quer, consegue. Abomino a expressão “não tenho tempo”! Arranja-se sempre tempo para as coisas que são prioritárias, com mais ou menos dificuldade. Às vezes temos de ser mais organizados e felizmente nesse campo, sou até um pouco obsessivo com a organização! [risos]
E quando conseguem, o que gostam de fazer a dois?
Fazemos um bocadinho de tudo, o que qualquer pessoa gosta de fazer. Desfrutamos muito dos nossos momentos a dois! Somos muito caseiros e isso facilita muito. Acabamos por fazer também programas com amigos, em nossa casa ou na deles. Ou então aproveitamos ocasiões como a de hoje. Acabámos por conseguir passar aqui dois dias, o que não é assim tão frequente.
– A sua filha Inês está com oito anos... Está numa boa fase?
É sempre complicado um pai falar de uma filha! [risos] É mais fácil a Mariana falar, que é um segundo pai [risos]. Mas está numa fase espetacular!
– A Mariana ajuda com a Inês?
Ajuda muito, é um grande apoio. Quando as coisas são assim, é mais fácil. Têm uma relação como se fossem as melhores amigas. Às vezes até já têm segredos só as duas! [risos].
Mariana – É verdade, damo-nos super bem!
– Estamos a conversar a poucos dias do Natal, embora os leitores já o tenham celebrado quando lerem a entrevista. Como vai ser este vosso primeiro Natal, vão estar juntos? Como são as vossas tradições?
Pedro –
Sim, passamo-lo juntos, com a família. Sou muito ligado ao Natal, é uma época do ano que adoro, até porque as pessoas estão mais bem dispostas. Habitualmente comemos os pratos típicos e os doces. No que toca aos presentes, durante muitos anos abria-os na manhã do dia 25, e passei essa tradição à minha filha. Hoje em dia, como as pessoas que estão à nossa volta abrem à meia-noite, acabamos por abrir também, mas gosto de guardar alguns para a manhã de 25. Este é o primeiro ano em que a Inês sabe que o Pai Natal não existe... Alimentei isso porque acho fantástico! É o maior sonho de uma criança, a espera pelo Pai Natal!
Em 2015 vão casar-se... Já começaram os preparativos?
Ainda não decidimos o dia mas será na segunda metade do ano. O nosso plano é casar ainda durante o verão! Vamos começar com os preparativos agora no princípio do ano, ainda temos tempo. É algo que queremos gozar muito, por isso ainda nos vai passar muita coisa pela cabeça, temos várias ideias em cima da mesa. Tenho estado também à espera dos meus calendários, porque apesar de já não correr profissionalmente, tenho mais corridas e quase até mais atividade do que quando era piloto!
E em relação à escolha do local onde será a cerimónia?
Já pensámos em vários sítios, mas nes­te momento há uma panóplia de opções. Felizmente temos ainda oito ou nove meses para escolher e tratar de encontrar o que queremos. É um momento importante para nós e para quem gosta de nós, por isso vamos tentar encontrar alguma coisa que seja do nosso agrado.
O que muda nas vossas vidas com este casamento?
Nós já vivemos juntos, por isso acho que acima de tudo é oficializar algo que nós já sentimos há muito tempo e transformar isso numa situação mais oficial. Acima de tudo é o cimentar de algo que nós sentimos um pelo outro. Estamos muito contentes!
Sente que encontrou a mulher com quem há de passar o resto da sua vida?
Sinto que encontrei a mulher da minha vida. Com certeza que passar o resto da minha vida com a Mariana é o quero. E ela com certeza também. É isso que nós pretendemos.
Qual foi a reação da sua filha perante esta notícia?
Depois da Mariana, a Inês foi a primeira a saber! Tinha de ser a primeira e só não fez ela o pedido porque achei que tinha de ser eu a fazê-lo [risos]. A Inês adora a Mariana e não poderia estar mais feliz. Mais do que a companheira do pai, encontrou uma amiga, uma confidente... Apesar de ainda ser muito nova, a minha filha sente isso e eu fico muito feliz.
– É notória a vossa felicidade...
Acho que sim! [risos] Parece, pelos menos! Os olhos brilham! [risos].

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras