Nas Bancas

Manuel Maria Carrilho

Manuel Maria Carrilho

Alfredo Rocha

Manuel Maria Carrilho reage a notícia sobre processo de violência doméstica

Acusação do Ministério Público revela que ex-ministro terá ameaçado matar a mulher, os filhos e suicidar-se de seguida

CARAS
19 de janeiro de 2015, 16:29

Manuel Maria Carrilho utilizou a sua página de Facebook para emitir uma declaração a propósito da notícia publicada hoje pelo Jornal I. Segundo o despacho do Ministério Público, a que aquela publicação teve acesso, o antigo ministro da Cultura terá agredido a mulher com “socos e pontapés pela cabeça e pelo corpo”, chegando a ameaçar a apresentadora. “Se me deixas vai haver muito sangue, mato-te a ti, mato os nossos filhos e depois mato-me a mim”, lê-se no despacho do Ministério Público. Manuel Maria Carrilhou reagiu com a seguinte declaração: 

"O Ministério Público assumiu no seu despacho de pronúncia de fim de maio passado declarações de Bárbara Guimarães tão falsas como escabrosas que, por isso mesmo, eu nem sequer contestei em sede de inquérito ou de instrução. 

Estive, até hoje, em total silêncio sobre esta matéria, aguardando ansiosamente o julgamento para fazer valer a verdade como, de resto, já começou a acontecer, com a recente pronúncia de Bárbara Guimarães pela prática de crime de violência doméstica contra mim.

Lamento profundamente que, havendo crianças envolvidas, uma notícia com este conteúdo seja dada desta forma.
Acredito que a verdade e a justiça acabarão por prevalecer e continuo a aguardar serenamente por esse momento.
Manuel Maria Carrilho".

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras