Nas Bancas

José Sócrates

José Sócrates

CARAS

José Sócrates submetido a interrogatório

Depois de ter sido detido na noite de ontem no aeroporto de Lisboa, o ex-primeiro-ministro

CARAS
22 de novembro de 2014, 17:36

Depois de ter passado a noite numa cela privada no comando metropolitano da PSP em Lisboa e parte do dia de hoje a acompanhar as buscas do Ministério Público na sua residência na Rua Castilho, José Sócrates deverá ser submetido a interrogatório judicial nas próximas horas.


O antigo primeiro-ministro pode prestar esclarecimentos ou remeter-se ao silêncio. Deverá, em qualquer dos casos, ficar com termo de identidade e residência e podem ainda ser-lhe aplicadas outras medidas de coação decididas pelo juiz.


 De acordo com uma segunda nota da Procuradoria-Geral da República, emitida este sábado, foram também detidos o motorista do ex-primeiro-ministro, João Perna, o empresário Carlos Santos Silva e o advogado Gonçalo Trindade Ferreira.


Os interrogatórios aos quatro arguidos, conduzidos pelo juiz Carlos Alexandre, já começaram, mas ainda não é certo que José Sócrates seja interrogado hoje, pois foi o último arguido a ser detido.


José Sócrates foi esta sexta-feira detido no âmbito de um processo em que se investigam crimes de fraude fiscal, branqueamento de capitais e corrupção, conforme comunicado da Procuradoria-Geral da República emitido na noite de sexta-feira. 


É a primeira vez na história da democracia portuguesa que um ex-primeiro-ministro é detido para interrogatório judicial. 


Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras