Nas Bancas

Robin Williams

Robin Williams

Getty Images

Família de Robin Williams acredita que a demência levou o ator ao suicídio

O ator foi encontrado morto na sua casa no passado mês de agosto. 

CARAS
12 de novembro de 2014, 13:03

A família de Robin Williams está convencida que o suicídio do ator se deveu a demência, que consequentemente lhe provocava alucinações. De acordo com o site de celebridades TMZ, o ator, que foi encontrado morto na sua casa no passado mês de agosto, sofria de demência com corpos de Lewy, doença que causa um aumento anormal de proteínas no cérebro, perturbando o bom funcionamento deste, e que tem sintomas semelhantes ao Alzheimer e ao Parkinson.
Após a morte do ator, a sua mulher, Susan Schneider, revelou às autoridades que Robin “estava nas primeiras fases da doença de Parkinson”. Ainda segundo o TMZ, o ator queixava-se dos fortes efeitos secundários da medicação.
Recorde-se que, na semana passada, os resultados da investigação à morte do ator concluíram que este não consumiu álcool e drogas antes de se ter suicidado.    

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras