Nas Bancas

Robin Williams

Robin Williams

Getty Images

Robin Williams não estava sob o efeito de álcool e drogas quando se suicidou

Segundo o relatório final da autópsia.

CARAS
8 de novembro de 2014, 11:21

A investigação à morte de Robin Williams foi oficialmente encerrada esta sexta-feira, dia 7, com a divulgação do relatório final da autópsia. “Causa da morte: Asfixia provocada por enforcamento. Forma da morte: suicídio. Análise toxicológica revelou ausência de álcool ou drogas ilícitas [no organismo]. Medicamentos detetados em doses terapêuticas", pode ler-se no documento divulgado pelas autoridades americanas.
Recorde-se que o ator, de 63 anos, foi encontrado morto em casa no dia 11 de agosto. Durante vários períodos da sua vida lutou contra o alcoolismo, mas ficou claro que no dia em que decidiu suicidar-se estava completamente sóbrio.
Poucos dias depois da morte de Robin Williams, a sua mulher, Susan Schneider, revelou que o artista tinha sido diagnosticado com a doença de Parkinson, ainda em fase inicial. O ator não terá suportado a ideia de ver uma doença a retirar-lhe qualidade de vida.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras