Nas Bancas

Martina Stoessel, a atriz que dá vida a Violetta, é a jovem estrela do momento

Argentina, aos 17 anos protagoniza a série infantojuvenil com mais sucesso da atualidade.  Em janeiro vem cantar a Lisboa.

Redação CARAS
22 de novembro de 2014, 14:00
É alegre, espontânea e entusiástica. Tem a energia de uma adolescente com sede de desfrutar de uma nova vida que começou a tomar forma quando percebeu que os seus sonhos podiam tornar-se realidade. Martina Stoessel nasceu a 21 de março de 1997, na Argentina. Começou muito pequena a pi­sar os estúdios de televisão on­de o pai, o produtor Alejandro Stoessel, trabalhava, pelo que sempre encarou as câmaras com naturalidade. Aos três anos Tini, como gosta que lhe chamem, queria ser bailarina, aos quatro já respondia: “famosa!”. Todos os seus desejos acabaram por se tornar realidade quando, há pouco mais de dois anos, se estreou como protagonista de Violetta, a série argentina que começou a sua emissão no Disney Chanel em maio de 2012 e que tem feito sucesso não só em países da América Latina como também na Europa, incluindo Portugal, onde a jovem dará concertos nos dias 23, 24 e 25 de janeiro do próximo ano.
Numa tarde de sol, Martina quebrou a sua rotina para se encontrar com a CARAS. Sempre com o seu enorme sorriso e a voz histriónica que a caracteriza, posou para a câmara fotográfica como uma típica adolescente. E apesar de desfrutar do sucesso, vive o presente com grande responsabilidade, mas mantendo o encanto e a frescura próprios da sua idade.
– A sua vida deve ter sofrido grandes mudanças quando a Tini se transformou em Violetta...
Sempre quis trabalhar em televisão. Em criança acompanhava o meu pai aos estúdios e via como gravavam tudo. Di­vertia-me bastante e queria estar ali. Sonhava estar à frente da câmara, por isso as mudanças foram bem-vindas.
– De que maneira se preparou para enfrentar este desafio?
Aprendi hip-hop, dança, canto, estudei comédia musical. E como encarava tudo isto como um hobby, foi sempre fácil. Hoje em dia estou a aprender a tocar guitarra.
– Identifica-se com a sua personagem?
Temos algumas coisas em comum. Somos ambas muito sensíveis e agrada-nos estar com a nossa família e amigos. A Violetta é namoradeira e eu também.
– Com que idade se apaixonou pela primeira vez?
Como sou muito namoradeira, passava o tempo a achar que estava apaixonada, mas depois percebia que não era bem assim... Aconteceu-me com alguns dos meus ídolos, como o Zac Efron e o Leonardo DiCaprio.
– E atualmente está apaixonada?
Não. Mas estou bem assim.
– Como é um dia normal na sua vida?
Gravo seis horas e depois ainda vou para o teatro quando tenho espetáculos. Janto com a minha família e vou dormir... Estou pouco com as minhas amigas, mas falamos muito ao telemóvel, porque se não estou a gravar, estou em digressão ou a fazer alguma outra coisa. É difícil ter tempo para ir a um shopping ou jantar fora.
– Na hora de se arranjar a que é que dá mais atenção?
Aos sapatos. Morro por sapatos. Também gosto muito de roupa. Ando muito de calças e de sapatos de plataforma, gosto de preto e de usar blusas largas. Adoro acessórios, anéis bem grandes, relógios, lenços e gorros. Quando vou sair experimento um monte de roupa até decidir o que vou usar. Depois deixo tudo espalhado em cima da cama e a minha mãe tem de andar atrás de mim para eu arrumar tudo. Essa minha desorganização também passa para o camarim do teatro... Como era muito aborrecido, todo cinzento, forrei-o com  posters. Agora estou feliz porque tem a minha identidade, é cheio de cor e alegria.
– Tem noção do êxito que tem?
Sim, porém, às vezes prefiro não pensar nisso. É incrível ver o teatro cheio todos os dias. Há muita gente que grita “adoro-te” e me diz outras coisas que me deixam arrepiada só de pensar. É uma grande emoção, prazer, tudo junto. Agradeço por me irem ver, por me acompanharem e pelos aplausos, pelos meus fãs que fazem com que eu continue a fazer o que gosto.
– De que é que tem saudades da sua vida anterior ao sucesso?
Antes podia sair e ninguém reparava, hoje ouço toda a gente a chamar-me, a pedir-me beijos, fotos, autógrafos...
– Como é que encara o impacto que gera no público?
Às vezes prefiro apenas desfrutar disso sem pensar muito no assunto. Estar exposta é duro, envolve alguma pressão. Qualquer coisa que diga, que faça ou que deixe de fazer é sempre alvo de olhares do público. Às vezes criticam-me e isso é mais difícil. Tenho 17 anos, mas é assim a vida... Se te queres dedicar a isto tens de ir aprendendo aos poucos. E agora estou a começar a dar-me conta de uma série de coisas que não sabia que existiam. Mas estou muito agradecida também, pois é uma grande aprendizagem. Agradeço aos fãs que me presenteiam com chocolates, guloseimas, peluches, T-shirts...
– Como seria um dia ideal na sua vida?
Adoro ir à casa de campo do meu tio, estar com os animais e usufruir da vida ao ar livre. Foi ali que aprendi a lidar com os animais. Gosto na natureza e da tranquilidade que ela me transmite.
– A sua família é um pilar fundamental da sua vida?
Sim. E sem o apoio de­les nada seria possível. A minha mãe é uma companheira incondicional, o meu pai é o meu conselheiro e o meu irmão, Fran, é um grande confidente e companheiro, não lhe interessa se sou famosa, ele é muito discreto e está sempre ao meu lado.
– Se lhe fosse concedido um desejo qual seria?
Pediria saúde para a minha família. Manter vivo este momento que é o ideal. Mas mais do que pedir, quero agradecer. Porque o meu sonho de tornou real, tenho uma família incrível e amigos maravilhosos.
– E quando for grande como é que se imagina?
Imagino-me a viver um casamento para a vida toda. Ser velhinha e morrer junto do meu marido. Também gostaria de ter três filhos, mas primeiro tenho de ver o trabalho que dá ser mãe...
– E na sua carreira?
Gostaria de me pôr à prova noutras áreas, fazer outra per­sonagens. Vejo-me a cantar co­mo Beyoncé ou Céline Dion, mas hoje só quero desfrutar do presente.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras