Nas Bancas

Baile da Riviera reúne “jet set” internacional no Casino Estoril

Presidido pelos príncipes Michael de Kent e organizado pelo príncipe Charles-Philippe d’Orléans, o Baile da Riviera juntou cerca de 350 personalidades de todo o mundo num jantar seguido de baile, no Salão Preto e Prata do Casino Estoril.

Redação CARAS
8 de outubro de 2014, 11:33

A passadeira vermelha, os holofotes e as câmaras que percorriam os jardins do Casino Estoril já faziam antever uma noite repleta de elegância. Organizado pelo príncipe Charles-Philippe d’Orléans com o intuito de trazer ao Estoril o glamour de antigamente e ainda ajudar a Cruz Vermelha com as receitas do jantar, que teve lugar no Salão Preto e Prata, o Baile da Riviera juntou diversas personalidades da alta sociedade internacional, mas também muitos portugueses. “Foi muito interessante e engraçado organizar este baile. A ideia surgiu porque queria fazer um evento de caridade repleto de estrangeiros elegantes e optei pela Cruz Vermelha Portuguesa como destinatária de todos os lucros desta noite”, contou Charles-Philippe, que além de príncipe de Orléans é duque de Anjou, explicando em segui­da por que decidiu aproveitar a noite para recordar o escritor Ian Fleming, criador de James Bond: “Queria fazer uma grande festa e decidi pegar nos 50 anos da morte de Ian Fleming, que aqui passou muito tempo durante a Segunda Guerra e aqui se inspirou para criar a mítica personagem de James Bond.”
Filha dos últimos reis de Itália, a princesa Maria Gabriela de Saboia viveu parte da adolescência no Estoril, onde regressa sempre que pode, conforme nos confi­denciou: “Passei 20 anos da minha vida em Cascais e aqui sinto-me em casa. Tenho muitas saudades... Estou muito feliz por estar aqui novamente e está tudo muito bonito. Estive cá em junho, mas gosto de regressar sempre que possível.”
Após o desfile de elegância pela passadeira vermelha e o cocktail servido no Grande Foyer virado para os jardins do Casino Estoril, seguiu-se o jantar no Salão Preto e Prata. Decorado com todo o requinte por Dino Gonçalves, sob o tema La Savane Fleurie, o espaço encantou todos os presentes.
Um dos momentos mais emotivos da noite deu-se quando Ca­tarina Furtado chamou ao palco a família de Ian Fleming que recebeu das mãos do príncipe Michael de Kent uma estatue­ta tipicamente portuguesa criada por Joana Vasconcelos

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras