Nas Bancas

Pedro Reis e Ana Isabel Pereira: “Temos sido muito felizes juntos, claro que gostávamos de ter filhos”

O empresário e a farmacêutica conheceram-se há três anos, na Feijoada da CARAS. 

Redação CARAS
6 de setembro de 2014, 12:00

Muito discreto relativamente à relação que mantém há cerca de dois anos com a farmacêutica Ana Isabel Pereira, de 34 anos, Pedro Reis, de 48, contou finalmente como começou o romance. Estivemos com o casal em Cabanas de Tavira, no local onde costumam praticar kitesurf.
Como se conheceram?
Ana Isabel Pereira – Na feijoada da CARAS! Há três anos, ele ficou sentado ao meu lado, e foi aí que tivemos o primeiro contacto.
Pedro Reis – É verdade, fez ontem três anos. Começámos a conversar e depois ela acabou por referir que fazia kitesurf aqui em Cabanas de Tavira e certo dia vim cá ver se era verdade! [Risos]
– E quem tentou conquistar quem?
Ana – O Pedro! [Risos]
Pedro – [Risos] Acho que aconteceu de forma natural e espontânea. Na verdade, acabámos por ter estas referências da praia, do kitesurf, do desporto, da Natureza, e acabou por acontecer naturalmente. Não houve nenhuma decisão, simplesmente aconteceu.
– A Ana já era muito aventureira ou foi algo que absorveu do Pedro?
Ana – Sempre fui assim e quando conheci o Pedro, como ele contou, já fazia kitesurf.
A Ana tem uma farmácia em Tavira e o Pedro vive em Lisboa... Como gerem a distância?
Pedro – Com muita dificuldade! [Risos]  Há pessoas que vivem em países diferentes e isso não as impede de namorar. Hoje em dia é comum. Na verdade, estamos separados apenas por duas horas e meia de viagem. No inverno ela passa muito mais tempo em Lisboa e, por outro lado, no verão eu estou no Algarve. Noutras alturas, passamos fins de semana juntos. Eu próprio achei que ia ser mais difícil... Para não dizer quase impossível, porque sempre achei que as relações à distância são um pouco complicadas... Mas quando se gosta a distância não tem importância.
– Quer dizer que encontrou uma pessoa parecida consigo...
Este lifestyle faz parte dos meus genes. Portanto, quando encontro alguém que partilha os mesmos valores, é natural que me identifique. E obviamente que foi isso que acabou por nos aproximar e que fez com que ficássemos juntos.
– Fazem planos para o futuro? Gostavam de casar, ter filhos?
Ana – Sinceramente, só penso em viver a minha vida com ele como tenho feito até agora. Temos sido muito felizes juntos e vou aproveitando todos os momentos. Não é, de todo, uma preocupação. Acho que, naturalmente como todas as mulheres, sonho com o casamento. Tanto eu como o Pedro somos solteiros, nunca tivemos a experiência... Portanto, quem sabe?
Pedro – Já disse várias vezes que gostava de ter filhos, acho que é uma coisa que vai acabar por acontecer. Há pessoas que chegando a uma altura das suas vidas quase obrigatoriamente têm de ter filhos e casar. Eu e a Ana não somos nada assim. É uma coisa que quando tiver de acontecer, acontece. Mas sim, é claro que gostávamos de ter filhos.
– E a nível profissional, que projetos tem em mãos?
 – Um pouco na sequência de ter conhecido a Ana, desenvolvi um software chamado PharmaTrim, que ajuda na gestão das farmácias. Sendo que a Ana foi obviamente a génese da ideia, desenvolvi a ferramenta e tenho estado a comercializar. Tem corrido bem e, para já, é o meu main business.
– Mas como surgiu a ideia?
Ana – Eu pedi-lhe ajuda, porque senti necessidade dessa mesma ferramenta. A nível informático, não sou muito habilidosa, e como o Pedro é informático de formação, pedi-lhe ajuda. De uma forma muito descontraída, resolveu o problema com grande mestria! Depois percebi que, se me tinha sido tão útil na gestão da minha farmácia, com certeza iria ajudar outras pessoas na mesma situação.
– Para terminar, como vão ser as vossas férias a partir daqui?
Pedro – Para já, ficamos por cá, porque este é um mês de muito trabalho para a Ana. Em setembro, quando tudo estiver mais calmo, vamos tirar uns dias e aí a Ana já pode descansar. Vamos até à Carrapateira, na Costa Alentejana. 

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras