Nas Bancas

Emoção e lágrimas marcam a missa do 30.º dia da morte de André Sousa Bessa

As intervenções do pai de André, Pedro Bessa, e da namorada, Margarida Lopes, tocaram os presentes.

Redação CARAS
12 de agosto de 2014, 16:50

Foi na Igreja do Colégio de São João de Brito, em Lisboa, que amigos e familiares de André Sousa Bessa, filho de Judite Sousa e Pedro Bessa, se reuniram no passado dia 29 de julho para a missa que assinalou o primeiro mês desde a morte do jovem, na sequência de um acidente numa piscina em Azeitão. Visivelmente abatida, Judite chegou perto das 19 horas com a mãe. Marcelo Rebelo de Sousa foi recebê-la e tentou confortá-la até à entrada da igreja. Destroçada, a jornalista mante­ve-se chorosa ao longo de todo o serviço religioso, sentada entre a mãe e o pai. A emoção, aliás, contagiou a generalidade da assistência, onde se destacavam, além da família e de amigos do jovem, diversos amigos de Judite, nomeadamente Manuela Moura Guedes e José Eduardo Moniz.
As intervenções do pai de André e da namorada do jovem, Margarida Lopes, foram dois momentos especialmente tocantes. “Deixaste em nós um profundo vazio”, desabafou Pedro Bessa, comovido. Na sua longa declaração, Margarida referiu: “(...) Ofereceste-me tudo em troca de nada, o melhor namorado do mundo, a melhor sogra do mundo, a melhor família do mundo. Obrigada tia Judite, por tudo aquilo que nos deu e por sempre nos ter apoiado. (...) Obrigada André, por me teres amado com a mesma força com que eu te amo. (...) Foste a melhor coisa que me aconteceu na vida. Com saudade, obrigada meu amor.”

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras