Nas Bancas

Emoção no último adeus a Alfredo Di Stéfano

O rei de Espanha esteve no Estádio Santiago Bernabéu para prestar uma última homenagem ao presidente honorário do Real Madrid.

9 de julho de 2014, 12:47

Alfredo Di Stéfano morreu na passada segunda-feira, dia 7, aos 88 anos, no Hospital Gregorio Marañón, em Madrid, onde estava internado na sequência de uma paragem cardiorrespiratória. Para que lhe fosse prestada uma merecida homenagem o corpo ficou em câmara ardente na capela do Estádio Santiago Bernabéu, onde durante dez horas apareceram milhares de pessoas. O primeiro a chegar ao estádio foi Florentino Perez, presidente do Real Madrid. O rei Felipe de Espanha fez questão de estar presente e à saída qualificou Di Stéfano como uma “figura irrepetível, única no mundo e que fez do futebol uma arte. Reconhecemos nele uma personalidade extraordinária. Lamentamos muito e manteremos sempre a nossa admiração e gratidão para sempre. Di Stéfano foi um grande entre os grandes.”
O caixão, coberto com a bandeira merengue e ladeado por inúmeros troféus conquistados ao serviço da equipa espanhola, vai permanecer no estádio até hoje à hora do almoço. O funeral realiza-se esta tarde no cemitério de La Almudena, onde apenas estará presente a família.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras