Nas Bancas

Lanka Horstink

Lanka Horstink

D.R.

A escolha de... Lanka Horstink

A viver há 20 anos em Portugal, esta holandesa está a percorrer o país em defesa da livre produção, troca e venda de sementes tradicionais.

Redação CARAS
15 de junho de 2014, 19:00

Licenciada em Psicologia Social e com um mestrado em Gestão de Empresas, Lanka Horstink trabalhou durante 13 anos em design de comunicação, como gestora de projeto, diretora comercial e diretora geral. Em 2007, começou a abraçar projetos da sociedade civil, facilitando oficinas de capacitação para cidadania ativa e coordenando campanhas de sensibilização ambiental. Representou a Greenpeace em Portugal (2009/2010), gerindo a Campanha dos Oceanos. Atualmente, investiga a democracia alimentar para o seu doutoramento em Sociologia e coordena a Campanha pelas Sementes Livres, que este ano lhe valeu o 1.º prémio da edição portuguesa do Terre de Femmes, iniciativa da Fundação Yves Rocher que distingue mulheres dedicadas ao ambiente.
A Causa - As sementes tradicionais
Considero esta a causa das causas. A semente é o primeiro elo da nossa cadeia alimentar. Apenas quando ela é saudável, livre, diversificada e coletiva é que o nosso sistema alimentar pode ser considerado são e justo.
A Viagem - A própria vida

Quando nos abrimos para a experiência, quando abraçamos todos os momentos que nos são proporcionados e agarramos as oportunidades que nos são apresenta­das, sem preconceitos, sem medos, com coração pleno, toda a nossa vida se transforma numa aventura deliciosa.
O Emprego - Aquele que não é remunerado

Não obstante termos de ter meios de sobrevivência, os trabalhos mais interessan­tes costumam ser aqueles pelos quais não somos pagos.
O Livro - “Stuffed and Starved – The Hidden Battle for the World Food System”

Este livro de Raj Patel é quase um clássico para quem quer compreender as causas mais profundas da degradação ambiental e social que resulta do sistema alimentar globalizado. Com uma linguagem clara e factos incontornáveis, o autor explica como o comércio alimentar dos últimos 50 anos produz, por um lado famintos, por outro pessoas obesas, mas igualmente malnutridas.
O Passatempo - Atividades coletivas e voluntárias

A maneira mais recompensadora de passar os nossos tempos livres é como membro de um coletivo, associação ou movimento. Além dos laços de amizade que se criam e dos momentos de convívio, estamos a ajudar a construir alternativas ao consumismo que vão dar sentido à nossa vida.
O Documentário - “SEED ACT”

Ainda em produção, o segundo filme de Sara Baga promete. Novamente feito exclusivamente por voluntários e com voluntários, pretende retratar as vidas e atividades dos defensores e guardiões de sementes em vários países europeus. Para ser concluído, precisa de apoio financeiro. Trailer em: http://cargocollective.com/liquen/SEED-ACT-ACTO-SEMENTE.

Palavras-chave

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras