Nas Bancas

Bárbara Guimarães confiante: “Sei que vou reencontrar o amor”

A apresentadora vive uma fase de otimismo e de felicidade.

Redação CARAS
14 de junho de 2014, 18:00

Aos 40 anos divorciou-se e não receou começar uma nova vida. Seis meses depois, move-a, como sempre, o desejo de ser feliz. Bárbara Guimarães diz sentir-se numa fase mais tranquila, de paz interior e de vontade de viver mais aquilo que o futuro lhe reserva, com a certeza de que vai reencontrar o amor. Revelações feitas durante uma conversa que decorreu a bordo do Spirit of Chartwell, o barco das comemorações dos 60 anos de reinado da rainha de Inglaterra, uma luxuosa embarcação agora propriedade da Douro Azul, onde Bárbara fala sem medos dos filhos, Dinis, de dez anos, e Carlota, de três, do seu trabalho e dela própria.
– Estando no Porto, é inevitável regressarmos à sua infância, já que viveu até aos sete anos em S. João da Madeira... Guarda recordações felizes desse tempo?
Bárbara Guimarães – Muitas. Guardo da minha infância as melhores recordações.
– A Bárbara dá muita importância às suas origens?
– Muita. Digo sempre que a minha terra é Angola e as minhas raízes são do norte do nosso país.
– Vem frequentemente ao norte?
– Com menos frequência do que gostaria, mas de vez em quan­do é obrigatório, para recarregar baterias.
– Ser filha de pais separados foi vivido sem dramas?
– Sim, sempre souberam cuidar desse assunto muito bem.
– Isso ajuda-a, agora, na tarefa de educar os seus filhos?
– A tarefa de educar vem muito mais do nosso instinto do que de qualquer manual de instruções ou experiência pessoal. Os nossos filhos já nascem com personalidade e, olhando para eles, vamos percebendo como devemos educá-los – com maiores ou menores cedências. Custa muito dizer ‘não’, mas isso no futuro é importante. Quando dizemos ‘sim’, a alegria é contagiante.
– Acabada de chegar aos 41 anos, sente-se preparada para começar uma nova fase?
– Já comecei! Tenho um programa novo na SIC, um reality show com muito humor, que vem mostrar que o amor vence tudo.
– Só teve uma semana de intervalo entre os Globos e a estreia de O Poder do Amor...
– E foi muito, mas muito divertido! Mal posso esperar por começar a ver os rostos destes corajosos concorrentes.
– Não achou irónico a SIC convidá-la para apresentar um programa com casais estando a Bárbara divorciada?
– Achei uma excelente ideia a SIC convidar uma mulher disponível para defender O Poder do Amor de uma forma imparcial. Aceitei o convite com imenso entusiasmo, até porque é um formato novo, muito diferente do que estamos habituados em Portugal.
– Já conseguiu ultrapassar os momentos menos felizes que viveu no seu casamento?
– O que passou ficou lá atrás. Quero aproveitar o futuro, isso sim.
– A sua atitude perante a vida mudou?
– Não mudou, sinto-me, sim, numa fase mais tranquila, de paz interior e de vontade de viver aquilo que o futuro me reservar. Acredito no amor e sei que o vou reencontrar.
– É uma mulher feliz?
– Claro que sou. Diria mesmo solar. Naturalmente, há momentos da vida menos bons, que se ultrapassam. E é tão bom ter uma família maravilhosa, os filhos que sempre quis, uns amigos superespeciais que me vão acompanhar a vida toda e a profissão que escolhi e na qual me empenho com tanto entusiasmo.
– Muitos dos seus familiares e amigos descrevem-na como uma mulher forte. De onde lhe vem essa força?
– Tenho uma vontade de viver que ajuda a superar as adversidades e, ao mesmo tempo, dá-me alento para continuar o meu caminho. Acredito que olhar para as coisas com energia positiva é meio caminho andado para tudo correr bem.
– Quais são as suas preocupações enquanto mulher?
– As mesmas de qualquer mãe e mulher: uma mãe que quer educar bem os filhos, brincar com eles e uma mulher com orgulho de estar nos 40 e de fazer por se sentir bonita todos os dias.
– Consegue conciliar o traba­lho no mundo da televisão com a realidade, encarar a vida de todos os dias?
– Sou muito pragmática e sei bem separar as águas.
– Intriga-me o facto de a Bár­bara nunca ter usado as redes sociais para comunicar com o seu público. É uma realidade que pode mudar?
– Que já mudou! Acabei de chegar ao mundo digital. Tinha de ser. A partir de agora, no Facebook, em barbara.guimaraes.oficial, o meu público, os meus amigos po­dem acompanhar os momentos importantes da minha vida, os projetos que me apaixonam, as minhas opiniões e muito mais!

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras