Nas Bancas

Cláudia Vieira e Vanessa Oliveira em Cannes

Cláudia Vieira deslumbrou na ‘red carpet’ de Cannes na qualidade de embaixadora de L’Oréal Paris, patrocinadora do festival. Vanessa Oliveira foi em trabalho para o ‘Fama Show’.

Redação CARAS
6 de junho de 2014, 10:30

Nos dias em que todos os olhos estão postos na Ri­viera Francesa, onde se aglomeram dezenas de estrelas da Sétima Arte para participar no emblemático Festival de Cinema de Cannes, a atriz Cláudia Vieira desfilou na passadeira vermelha a convite da L’Oréal Paris, uma das patrocinadoras do evento e marca da qual é embaixadora, para assistir à estreia do filme Sils Maria, de Olivier Assayas, interpretado por Juliette Binoche e Kristen Stewart. Com um longo vestido preto assinado por Diogo Miranda e joias David Rosas, a atriz foi uma autêntica estrela na red carpet. “Foi uma experiência maravilhosa. Cannes sempre foi, para mim, o expoente máximo de glamour e sofisticação. Fazer parte deste acontecimento enquanto representante da mulher portuguesa é algo que ficará para sempre na minha memória”, revelou a atriz, que não foi a única portuguesa a deslumbrar: também a apresentadora da SIC Vanessa Oliveira, que estava em trabalho para o programa Fama Show, deu nas vistas ao desfilar na passadeira vermelha. “Foi a primeira vez que estive no Festival de Cannes e achei engraçado ver toda a logística que envolve um evento desta envergadura. Como estava a trabalhar pude ver tudo aquilo de dois ângulos e foi uma experiência interessante. Além disso, diverti-me imenso e compreendi o que é que as pessoas querem dizer quando chegam ao pé de mim e comentam: ‘É real!’. Ape­teceu-me fazer o mesmo quando vi o Quentin Tarantino, o John Travolta e a Uma Thurman ao pé de mim!”, comentou, divertida, a apresentadora da SIC.
A cerimónia de encerramento desta 67.ª edição do festival aconteceu no dia seguinte, com a vitória do filme Winter Sleep, de Nuri Bilge Ceylan, que recebeu a Palma de Ouro. Le Meraviglie, de Alice Rohrwacher, ganhou o Grande Prémio do Júri, Bennett Miller foi distinguido como melhor realizador pelo filme Foxcatcher, o prémio de melhor ator foi atribuído a Timothy Spall, pela interpretação no filme Mr. Turner, e o galardão para melhor atriz premiou Julianne Moore, pela sua prestação em Maps to the Stars, de David Cronenberg.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras