Nas Bancas

Ana Saramago Matos: “É com alegria que vejo a obra do meu avô ser interpretada”

A neta de José Saramago assistiu no Porto à estreia de “A Noite”, com Fábio Alves, Sofia Sá da Bandeira, Filipe Crawford, Joana Santos, Vítor Norte, Paulo Pires, Pedro Lima, Samuel Alves e António Durães.

Redação CARAS
1 de junho de 2014, 13:00

Estreou no Teatro Rivoli,no Porto, uma versão da obra dramática de José Saramago A Noite,na presença da neta mais velha do Prémio Nobel da Literatura, Ana SaramagoMatos. “É com muita alegria que vejo que a obra do meu avô continua aser interpretada. O Paulo [SousaCosta] fez um trabalhoextraordinário de adaptação e, apesar de já terem passado 35 anos desde que foiescrita, a temática continua a ser extremamente pertinente e importante. É umapeça bastante política do meu avô, a primeira que ele fez, e esta estreiatorna-se ainda mais simbólica numa altura em que se comemoram 40 anos do 25 deAbril”, comentou Ana Saramago Matos.
Fundadora e diretora artística da Galeria das Salgadeiras, no Bairro Alto, afilha de Violante Saramago Matos é também curadora da Fundação JoséSaramago. “É extraordinário, gratificante, emocionante e compensador ver ocarinho que as pessoas têm pelo trabalho do meu avô. Mas é também uma granderesponsabilidade”, concluiu.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras