Nas Bancas

Oscar Pistorius pede desculpa à família de Reeva Steenkamp

O atleta começou hoje a ser ouvido no âmbito do julgamento em que é acusado de assassinar a namorada.

Redação CARAS
7 de abril de 2014, 16:00

O julgamento de Oscar Pistorius, acusado do homicídioda namorada, Reeva Steenkamp, já estádecorrer desde o início de março, mas só hoje a defesa do atleta sul-africanocomeçou a expor a sua versão dos factos. E depois de ouvida a primeiratestemunha, o especialista Jan Batha,que falou sobre o impacto da deficiência na vida de uma pessoa, especialmentena infância, quando os colegas podem ser muito cruéis, foi a vez de Pistoriusfalar pela primeira vez em tribunal. Emocionado, sem conter as lágrimas evisivelmente perturbado, o desportista pediu desculpa à mãe e aos outrosfamiliares da modelo que se encontravam na sala de audiências, dizendo “não poder imaginar a dor” que têmsentido. "Todas as manhãs quando melevanto, são as primeiras pessoas em quem penso, pelas quais rezo", afirmou.
O atleta continua a afirmar que disparou sobre a namorada por engano, porpensar que se tratava de um ladrão que tinha entrado em sua casa. Oscar Pistoriusassumiu também que vive num estado de perturbação quase permanente desde o crime,que toma antidepressivos e soporíferos e que perdeu muito peso. "Tenho pesadelos horríveis, desperto esinto o cheiro de sangue", esclareceu o atleta.
Nesta sessão, Oscar Pistorius recordou também a sua infância, adiantando quetinha desde muito cedo vivia aterrorizado pela ideia de assaltantes entrarem nacasa onde vivia com a mãe, Sheila,que morreu quando tinha 15 anos. Falou ainda das constantes ausências do pai, Henke, que ainda não apareceu noTribunal Superior de Pretoria desde que o filho começou a ser julgado.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras