Nas Bancas

João Canijo

João Canijo

Reuters

João Canijo recorda José Wilker

O realizador português relembrou como foi trabalhar com o ator brasileiro, que morreu hoje no Rio de Janeiro.

Lusa
5 de abril de 2014, 18:25

O realizador João Canijo, que trabalhou com o ator José Wilker em 1990, recordou hoje a "grande abertura e grande disponibilidade" do artista e as dificuldades de filmar quando Roque Santeiro estava no auge da popularidade.
Em declarações à Lusa, João Canijo disse que o contacto entre os dois foi estabelecido depois de o filme de estreia do português (Três Menos Eu) ter sido selecionado para a Mostra Internacional de Cinema de São Paulo, pelo que o realizador aproveitou para "dar um saltinho ao Rio para tentar falar com o José Wilker".
"A lembrança que mais me ficou, para além da relação com ele e da disponibilidade dele e da qualidade como ator que ele tinha, era o inferno que eram as filmagens cada vez que filmávamos em exteriores. Porque estava ainda a dar o 'Roque Santeiro' e o som foi todo dobrado porque só se ouvia 'Roque! Roque! Roque!'", lembra João Canijo a propósito das filmagens de Filha da Mãe.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras