Nas Bancas

650 anos da Vila de Cascais comemorados com animação e partilha de histórias

Os mais de 200 convidados para esta comemoração foram recebidos com um ‘cocktail’. Após os discursos de Francisco Pinto Balsemão e Carlos Carreiras, deixaram-se contagiar pelos sons da Orquestra de Câmara de Cascais e Oeiras.

Redação CARAS
4 de abril de 2014, 00:12

Apaixonadas por Cascais,muitas foram as personalidades que estiveram presentes na cerimónia deapresentação do Programa das Comemorações dos 650 anos da Vila de Cascais, noPalácio da Cidadela.
Satisfeito por ter sido escolhido como presidente da Comissão de Honra dasComemorações, ou não tivesse vivido naquela vila quase toda a sua vida, FranciscoPinto Balsemão declarou: “Foi uma honra ter recebido este convite e achoque é sempre importante termos boas razões para relembrarmos o passado. Estainiciativa, que tem como pretexto estas comemorações, serviu para que juntássemosum número de pessoas representativas da vida cascalense, com o objetivo depô-las a pensar naquilo que queremos.”
Entre conversas descontraídas e algumas gargalhadas, muitos foram os querecordaram os melhores momentos passados naquela vila, como foi o caso doPresidente da Câmara, Carlos Carreiras: “Não nasci em Cascais, masvivo aqui desde os meus quatro anos. Foi aqui que cresci, estudei, casei e tiveas minhas filhas. Aqui guardo os melhores momentos da minha vida e este é ummomento muito simbólico e muito importante, que de alguma forma estamos aaproveitar para ser um ponto de encontro da comunidade de Cascais.”
Também o ministro da economia, António Pires de Lima, contou como sesente bem na vila que o acolheu há 20 anos: “Apesar de viver aqui só há duasdécadas, cresci no concelho de Cascais, já que os meus avós paternos viveram naParede até 2001, altura em que a minha avó morreu. É um concelho que escolhipor adoção e por memória dos tempos tranquilos e serenos em que cresci.”
A viver em Cascais desde os 18 anos, Duarte Nobre Guedes é um apaixonadoassumido daquela vila: “Há uma tradição em Cascais que me orgulha muito:Cascais era uma vila de pescadores com meia dúzia de famílias e hoje em dia écompletamente diferente. É muito giro ver toda esta evolução e para mim é umbonito filme.”

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras