Nas Bancas

Sara Carbonero

Sara Carbonero

Getty Images

Pai de Sara Carbonero condenado a dois anos de prisão por fraude

O sogro de Iker Casillas terá burlado 20 pessoas, num valor total de 944 300 euros.

Redação CARAS
2 de abril de 2014, 12:33

Carlos Javier Carbonero, pai de Sara Carbonero, foi condenado a dois anos de prisão por fraude. De acordo com a imprensa espanhola, em 2010, o sogro de Iker Casillas foi acusado por vários vizinhos de vender para a seguradora onde trabalhava um produto financeiro que na realidade não existia. Citando detalhes da sentença, a que a agência Europa Press teve acesso, a revista Hola! escreve que foram lesadas 20 pessoas, no valor de 944 300 euros. O esquema, implementado entre 2007 e 2009, consistia em receber uma quantidade de dinheiro dos clientes, com a falsa promessa de um rendimento extra posteriormente, mas este “nunca foi obtido”. O tribunal considerou que Carlos Javier Carbonero “aproveitou” o facto de ser respeitado pelas pessoas da localidade de Corral de Almaguer, nos arredores de Toledo, para praticar os crimes e assim sustentar os gastos com o vício do jogo. “Os atos fraudulentos serviam para satisfazer esta dependência”, afirmou o juiz.
O pai de Sara Carbonero assumiu os seus crimes por escrito, em janeiro de 2010, depois de ter sido informados das queixas apresentadas pelas vítimas. Agora, para além da condenação a dois anos de prisão, que poderá não ter de cumprir, já que não tem antecedentes criminais, terá de devolver o dinheiro extorquido e ainda pagar uma multa.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras