Nas Bancas

Guillermo de Llera

Guillermo de Llera

unknown

A escolha de... Guillermo de Llera

O baixista e vocalista dos Primitive Reason é um artista polivalente, que além da música dedica uma boa parte do seu tempo à pintura e à escrita.

Redação CARAS
23 de março de 2014, 19:00

Guillermo de Llera Blanes nasceu em Madrid em 1974 e passou o primeiro ano de vida em Luanda. A independência de Angola levou a sua família a Paris, primeiro, depois a Cascais, onde Guillermo cresceu. Polivalente, utiliza cada forma de arte, principalmente a música, a escrita e a pintura, para expressar uma história pessoal única. Em termos musicais, além de alguns projetos a solo, Guillermo é membro fundador, baixista e vocalista dos Primitive Reason, com os quais subirá ao palco do Cinema S. Jorge, em Lisboa, a 6 de março, para interpretar os temas mais marcantes de um percurso iniciado em 1993. Um concerto que terá a participação de alguns músicos que marcaram a história da banda e convidados a interpretar temas dos Primitive Reason.
O CD - "Al-Jadida”
Rabih Abou Khalil foi sempre um génio no que se refere à mistura de géneros tradicionais e mais modernos. Al-Jadida, um disco que me marcou profundamente e do qual nunca me cansei, é mais purista, mas não deixa de ter um toque de jazz que faz toda a diferença.
O Bar - “Bar 24”, em Cascais

Muito à semelhança do que o Kursekoff fazia em Amesterdão nos anos 90. Era um bar que juntava músicos, artistas, jornalistas, todo o género de pessoas, unindo-as por um excelente gosto pela música moderna e original, sempre um passo à frente da moda.
A Viagem – Japão

Em 2000 viajei pela primeira vez pelo Japão, gravando música onde conseguisse encontrar um instrumento e captando o som ambiente de cidades, praias e florestas que visitei. Levei cinco CD para ouvir sem parar, dos quais também captei excertos musicais e, juntamente com todos os outros sons, compus o disco Nihon 0313082000, de Head of the Elephant, um projeto paralelo meu. Ainda hoje consigo visualizar o que vivi, como se lá estivesse de novo, através do sons dos sítios que visitei.
O Concerto/Espetáculo - Música indiana em Nova Iorque

Quando morava em Nova Iorque assisti a um concerto na Cathedral of St. John the Divine que durou toda a noite e consistiu em interpretações de ragas raros. Um momento único e deveras especial.
O Livro - “Siddharta”, de Herman Hesse, e “1984”, de George Orwell

Dois livros que não deixam ninguém indiferente. Ajudaram-me a redefinir a minha forma de ver o mundo e a sair da “caixa” onde me encontrava.
Os ‘Hobbies’ - Escrever e pintar

Gosto muito de escrever, mas dedico mais tempo à pintura, que na realidade é uma profissão paralela que me dá um prazer imenso. Tento fazer um exposição anual. Em www.guillermodellera.com podem ver as minhas pinturas.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras