Nas Bancas

Carla Bruni e Nicolas Sarkozy

Carla Bruni e Nicolas Sarkozy

Getty Images

Carla Bruni: “Teria ciúmes se o meu marido se apaixonasse por outra mulher”

Apesar de não comentar diretamente o ‘caso Hollande-Gayet’, a ex-primeira-dama de França dá a sua opinião.

Redação CARAS
25 de janeiro de 2014, 18:44

Carla Bruni casou-se com Nicolas Sarkozypouco tempo depois de este ter assumido a presidência de França, em fevereirode 2008. Com o casamento assumiu também o papel de primeira-dama e acompanhou sempreo marido, fosse nas ocasiões mais formais ou nas informais. Com um passadoamoroso conturbado e várias relações falhadas com alguns famosos, Bruni teve delidar com a desconfiança da imprensa francesa, mas com o tempo acabou por provarque estava nesta união a cem por cento e que não se tratava apenas de umamanobra política, como chegou a noticiar-se.
Nicolas Sarkozy deixou a presidência em 2012 e, apesar de continuar na vidapolítica ativa, passou a dedicar grande parte do seu tempo à mulher e à filhade ambos, Julia, que completou doisanos em outubro.
Recentemente, quando questionada pela BienPublique depois de um dos seus concertos acerca do caso Hollande-Gayet – comoé conhecido em França o alegado envolvimento amoroso do sucessor de Sarkozy, François Hollande, e da atriz Julie Gayet – a cantora recusou-se acomentar, preferindo abordar o assunto de forma mais generalizada. “Não tenho ciúmes por o meu marido ser umapessoa mediática e ser reconhecido em todo o lado. Mas claro que teria ciúmesse o meu marido se apaixonasse por outra mulher”, afirmou Carla Bruni.
Na ocasião, a ex-modelo aproveitou também para elogiar o marido: “Ele torna a minha vida mais doce. Tira-me ainquietude que sempre tive e foi por isso que me casei com ele. Ele é a únicapessoa com quem me sinto melhor do que comigo própria. Sempre fui muitosolitária, sou quase antissocial. Mas com ele é diferente, sinto que somosinseparáveis”.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras