Nas Bancas

Cristiano Ronaldo condecorado pelo Presidente da República

O internacional português recebeu esta segunda-feira, 20 de janeiro, o grau de Grande-Oficial da Ordem do Infante D. Henrique.

Redação CARAS
20 de janeiro de 2014, 16:28

“Boa tarde a todos, estamos aqui para homenagear Cristiano Ronaldo.
Lembramos também um outro grande vulto do desporto nacional que há poucos dias nos deixou para sempre, Eusébio da Silva Ferreira. Eusébio estaria, Eusébio está presente nesta cerimónia.
A genialidade de Ronaldo e o seu extraordinário talento internacionalmente reconhecido têm levado o nome de Portugal às sete partidas do mundo. Há oito dias, os especialistas da arte do futebol, pela segunda vez, elegeram-no como o melhor jogador do mundo. Ganhou a Bola de Ouro. Cristiano Ronaldo tem sido um Embaixador de Portugal com presença simultânea em todos os continentes, como eu próprio tenho testemunhado inúmeras vezes pelas referências que ao Ronaldo me são feitas em visitas oficiais ao estrangeiro. Quantos não foram os chefes de Estado, os primeiros-ministros e outras personalidades que no estrangeiro me perguntaram por Ronaldo.
Mas Cristiano Ronaldo não tem apenas prestigiado o nome de Portugal no mundo. Ronaldo tem feito qualquer coisa que é absolutamente única, ele traz alegria a milhões de pessoas. Quando entra em campo não tem apenas com ele os dez companheiros de equipa, tem a seu lado dez milhões de portugueses, um país inteiro. Tem com ele os milhões de portugueses espalhados pelo mundo, que trabalham e lutam no estrangeiro. Para esses portugueses, a vitória de Ronaldo é fonte das maiores energias, das maiores alegrias e é fonte de ligação à Mãe Pátria. Ronaldo tem o condão de unir os portugueses num tempo em que Portugal tanto precisa da união dos portugueses.
As vitórias de Ronaldo são as vitórias da coragem de acreditar, quando Portugal precisa de exemplos da coragem de acreditar. Ronaldo representa as cores nacionais. É o capitão da Seleção Nacional de futebol e, por isso, é uma referência para os portugueses, em particular para as gerações mais novas e eu quero sublinhar o rigor e o profissionalismo de Ronaldo. Ao seu talento indiscutível, Ronaldo junta trabalho, disciplina, determinação, vontade de vencer, e é esta combinação que faz de Ronaldo um jogador único no mundo, um dos maiores atletas da atualidade. O sucesso de Ronaldo é o sucesso do trabalho, de muito trabalho.
Eu recordo um momento particular da sua carreira, quando marcou um golo e olhou para o céu em memória do seu pai, foi um momento que emocionou milhões de cidadãos no mundo, mas foi um gesto que demonstra a sua profunda ligação à família. É um gesto que os portugueses não esquecem, porque é também um gesto que o liga às suas raízes, à ilha da Madeira.
Cristiano Ronaldo agradeço-lhe o contributo que tem dado à Seleção Nacional, agradeço-lhe o contributo que tem dado para a difusão do nome de Portugal no mundo e agradeço-lhe aquilo que representa para os portugueses, as alegrias que lhes tem trazido. Estou convencido que vai continuar a maravilhá-los com a sua arte. Agradeço-lhe o exemplo que tem dado aos jovens portugueses, pelo seu talento e pelo seu trabalho e é por tudo isto, pelo contributo que Ronaldo tem dado para a difusão do nome de Portugal no mundo, pelas muitas alegrias que tem trazido aos portugueses, pelo seu exemplo de rigor e profissionalismo que tem dado aos jovens portugueses, e também o seu apoio a causas sociais em Portugal que decidi distingui-lo com o grau de Grande-Oficial da Ordem do Infante D. Henrique e quero dizer que é com imensa satisfação que lhe vou impor as insígnias.” 
Foram as palavras do Presidente da República quando esta segunda-feira, dia 20, entregou a Cristiano Ronaldo as insígnias da Ordem do Infante D. Henrique, numa cerimónia que teve lugar no Palácio de Belém, em Lisboa.
“É um momento de grande orgulho receber este prémio das mãos de Sua Excelência o Presidente da República. Obviamente, isto dá-me motivação para continuar a trabalhar cada vez mais e melhor para representar ao mais alto nível o nome de Portugal no estrangeiro. Estou muito feliz, toda a minha família, todas as pessoas de quem eu gosto estão aqui presentes – a minha família não está fisicamente por razões pessoais e profissionais – e obviamente que é um momento especial para mim e para todos os portugueses também. Estou extremamente contente e espero continuar a minha caminhada até ao final da minha carreira alcançando grandes troféus, grandes êxitos a nível pessoal, a nível coletivo e em nome de Portugal também. Estou mesmo muito feliz. Muito obrigado a todos”, agradeceu Cristiano Ronaldo depois de ser condecorado por Aníbal Cavaco Silva.
Depois, e ainda antes de cumprimentar as personalidades das mais variadas áreas presentes na sala, Maria Cavaco Silva fez questão que o internacional português conhecesse a sua filha, Patrícia Cavaco Silva, e quatro dos seus netos, Mariana, Afonso, António e João Maria.
A Ordem do Infante D. Henrique foi criada em 1960, no seguimento das comemorações do 5.º Centenário da morte do navegador Infante D. Henrique e distingue todos aqueles que tenham prestado serviços relevantes ao país ou à cultura portuguesa. Cristiano Ronaldo já tinha sido condecorado em 2004, juntamente com toda a equipa das quinas, que chegou à final do Campeonato Europeu de Futebol desse ano.
Carlos Lopes (1985), Rosa Mota (1987), Carlos Queiroz (1989), Eusébio da Silva Ferreira (1992), José Mourinho (2005), Vítor Baía (2008) estão entre os atletas distinguidos por esta Ordem.
 

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras