Nas Bancas

Emocionada, Katia Guerreiro recebe alta distinção do governo francês

A fadista recebeu as insígnias de Cavaleiro da Ordem de Artes e Letras.

Marta Mesquita
5 de janeiro de 2014, 14:00

Enquanto o embaixador de França em Portugal, Jean-François Blarel, fazia um resumo do percurso artístico de Katia Guerreiro, que já atuou nas mais importantes salas de espetáculo francesas, ouvia-se ao fundo uma vozinha chamar insistentemente: “Mamã! Mamã!” Era Mafalda, de um ano, filha da fadista e de Jorge Faustino. O pai bem tentou acalmá-la – afinal estavam numa cerimónia protocolar, durante a qual a fadista recebeu as insígnias de Cavaleiro da Ordem de Artes e Letras, uma das mais altas distinções concedidas pelo governo francês – , mas Katia não resistiu ao apelo da filha e pegou-lhe ao colo. “A minha filha tinha de cá estar! A Mafalda é o elemento mais importante da minha vida. Ela fez de mim uma mulher muito mais completa e ainda mais feliz. O sorriso dela é altamente inspirador e espero que me ajude a ultrapassar a ansiedade e os nervos que se sentem num momento como este”, explicou Katia, minutos antes de ser condecorada num dos salões do Palácio de Santos, sede da Embaixada de França em Portugal.
Mas a verdade é que, quando o momento mais solene chegou, nem o sorriso da filha a ajudou a controlar as emoções. Depois de o embaixador de França lhe ter imposto as insígnias, foi uma mulher profundamente emocionada que agradeceu tão alta distinção: “É com muita comoção que hoje recebo pela primeira vez uma condecoração. Vem do Estado francês, pelas mãos do senhor embaixador Blarel, como reconhecimento do percurso que tenho feito ao longo de 13 anos a cantar fado, a música que representa o meu país. França namora o fado há muito tempo. Começou a namorar Amália [Rodrigues] e adotou-a. E desde logo aprendeu que este bocadinho de terra na Europa teria muito para lhe oferecer. Assim é ainda hoje. O fado é o único valor cultural a falar português e que identifica o país. E eu orgulho-me de fazer parte desta história, com o compromisso inteiro de dar sempre o melhor de mim.”
Maria Cavaco Silva, no papel de primeira-dama, mas também no de amiga, fez questão de assistir a este momento tão especial para a fadista, a quem teceu rasgados elogios: “Adoro a voz da Katia e, além disso, consi­dero-a uma pessoa fantástica. Sempre que o fado é condecorado, todos os portugueses se sentem também condecorados.”

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras