Nas Bancas

Rita Almada e Nuno Pedrosa: “O bom destes 25 anos de relação é a certeza de que queremos viver outros 25 assim”

Nuno e Rita fazem uma dupla de sucesso, que à harmonia familiar junta algumas parcerias profissionais. O mais recente é a Workshops Pop Up, uma ‘concept store’ na Baixa do Porto onde realizam “oficinas para quem gosta de saber fazer aprendendo com os melhores”, desde como plantar ervas aromáticas a como fazer ‘sushi’ ou chocolates.

Joana Brandão
1 de janeiro de 2014, 16:00

Em 25 anos de relação, RitaAlmada, de 41 anos, e Nuno Pedrosa, de 43, construíram uma famíliade que têm muito orgulho e concretizaram com sucesso inúmeros projetosprofissio­nais conjuntos. Sem nostalgias, porém, dizem que o melhor ainda estápara vir. Ao lado dos filhos, Margarida, de 11 anos, e José Maria,de cinco, a relações-públi­cas e o empresário partilharam com a CARAS a magiacom que se vive o Natal em sua casa, onde ainda é o Menino Jesus que traz ospresentes.
Como é a vossa quadra natalícia?
Nuno Pedrosa – Este ano vamos passar a véspera de Natal em casa da mãeda Rita [o Paço de Lanheses, solar dos condes de Almada, em Viana do Castelo],e o dia de Natal no Porto, com a minha família.
Rita Almada – O Natal em Lanheses é muito tradicional, mas temos osnossos próprios rituais. Por exemplo: no dia 24, a minha mãe faz sempre com osnetos um presépio completíssimo. Vão todos apanhar musgo, fazem lagos emontanhas com pedras. Esta parte é muito importante, porque marca o nascimentode Jesus. Depois, eu penduro chocolates no candeeiro e os miúdos, para ganharemum, têm de fazer uma performance. E só depois é que se abrem ospresentes comuns, porque os presentes que nós os quatro trocamos só os abrimosdepois, em nossa casa.
Então na vossa família é o Menino Jesus que entrega os presentes e não oPai Natal?
– Há uma pressão muito grande para o protagonista ser o Pai Natal, mas em nossacasa continua a ser o Menino Jesus. E o momento da chegada é incrível! Quandoos presentes estão expostos, um dos meus irmãos vai atrás da porta e bate commuita força. E nós gritamos: “Chegou o Menino Jesus!” Depois fazemos umafila, do mais novo ao mais velho, para ir ver os presentes.
Começaram a namorar há 25 anos e estão casados há 15. Já se conhecem hámuito tempo...
– É muito tempo, mas também muito bom. Aliás, é cada vez melhor. O bom destes25 anos é a certeza de que queremos viver outros 25 assim.
Nuno – E são 25 anos vividos intensamente, porque passamos muito tempojuntos.
Rita – Partilhamos muito a vida, desde a prática de desporto aos negócios.Temos os mesmos interesses, adoramos viajar juntos...
E o que é que mudou com o nascimento dos vossos filhos?
Nuno – Com os filhos muda­ram os nossos focos de atenção, mas não mudoua nossa relação.
Rita – Quando a Margarida nasceu, a única coisa que mudou foi quepassámos a ser três. Ela ia connosco para todo o lado, era uma filha‘todo-o-terreno’. Já com o Zé Maria, a vida mudou um bocadinho, ele é um grandedesafio para nós, ensina-nos todos os dias coisas novas.
O Zé Maria é um menino especial...
Nuno – Sim, ele nasceu com uma displasia que lhe provoca epilepsia, masestá a ser seguido e tem vindo a recuperar, muito à custa do esforço que elefaz.
Rita – E é um miúdo muito feliz, não conheço ninguém mais feliz que ele!É um fora de série, um guerreiro, muito divertido e brincalhão. E dá-selindamente com a irmã, são amicíssimos. A Margarida é maravilhosa e como irmã éindescritível. Temos dois filhos fantásticos!
Um dos vossos projetos profissionais é a Workshops Pop Up. Que conceito éeste?
– Depois de cinco anos a organizar workshops e a proporcionarexperiências, enquanto relações-públicas da Nespresso, fiquei com vontade decontinuar, porque me dá muito gozo ver a satisfação das pessoas que participam.Andei uns tempos a saltar de espaço em espaço, até que surgiu a possibilidadede termos um local nosso. Tínhamos ideias para um projeto mais ambicioso, uma conceptstore que toca em várias áreas, e a Workshops Pop Up é mesmo isso, umespaço com um conceito integrado na Baixa do Porto. E o facto de ser na Rua doAlmada é um gosto acrescido. É uma zona cool e descontraída, onde aspessoas querem estar.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras