Nas Bancas

Na passadeira vermelha do lançamento do canal SIC CARAS

A passadeira vermelha estendeu-se para receber a festa da SIC CARAS e ZON. O Terreiro do Paço ‘pintou-se’ de encarnado, dourado e branco para uma das noites mais glamourosas do ano.

Redação CARAS
18 de dezembro de 2013, 14:00

A mais imponente das salas de visitas do país, o Terreiro do Paço, foi o cenário perfeito para uma noite que se queria inesquecível: a do nascimento do novo canal de televisão português, a SIC CARAS. Um acontecimento para o qual foram convidadas centenas de figuras públicas, que tinham à sua espera um ambiente digno de um filme fantástico: pela enorme passadeira vermelha – que se estendia desde a zona central da praça até à entrada do Torreão Nascente, percorrendo parte das seculares arcadas do edifício – evoluíam artistas de circo, que com os seus trajes coloridos e excêntricos deram um toque de magia à entrada dos convidados.
Sendo esta uma festa que se pretendia, simultaneamente, elegante, mas descontraída, pois a ideia era que os convidados animassem a pista de dança pela noite fora, o dress code proposto foi o Friday Night Chic, a que todos aderiram com criatividade e sofisticação.
Andreia Rodrigues e Liliana Campos, duas das apresentadoras que asseguraram o arranque das emissões do canal, optaram, sem combinarem previamente, por vestir smokings femininos, uma das grandes tendências da moda. “Para estarmos glamorosas e femininas não temos de estar obrigatoriamente de vestido. O smoking está na moda e eu gosto de estar dentro das tendências, apesar de seguir sempre as minhas preferências. Estamos numa passadeira vermelha, mas esta festa não exige a formalidade dos Globos de Ouro e, para além do mais, estamos no inverno”, partilhou Andreia Rodrigues. Liliana, por seu turno, referiu: “Sou vaidosa e preocupada e acho importante sentirmo-nos bonitas. Como tinha algum receio do frio, decidi logo que viria de calças e casaco. O look masculino está muito na moda e o smoking adapta-se perfeitamente ao Friday Night Chic.”
O diretor da SIC CARAS, Daniel Oliveira, foi um dos anfitriões desta festa. Sem conseguir deixar de lado o seu papel profissional, esteve atento a todos os pormenores relacionados com as emissões em direto. “Estou com um pico de adrenalina enorme e acho que só vai passar quando terminar a transmissão. São muitas as emoções envolvidas… Iniciamos um novo canal e sentimo-nos muito satisfeitos com o que estamos a conseguir”, confidenciou Daniel, revelando ainda: “Sabemos bem onde queremos chegar e como o podemos fazer. Queremos estruturar um canal com uma série de valores e esta emissão está de acordo com o que preconizamos para o canal. Tudo tem funcionado muito bem desde o início, há uma sinergia e uma química entre todas as pessoas envolvidas, o que faz com que todas as peças encaixem na perfeição.”
Menos ansioso, mas igual­­mente confiante neste novo projeto, estava Pedro Boucherie Mendes: “Tudo está a correr bem desde o primeiro minuto e acredito plenamente no sucesso deste canal.” O diretor dos canais temáticos da SIC aproveitou a ocasião para explicar o que se pode esperar do canal 14 da ZON: “Temos um conjunto de programas nacionais e internacionais muito harmonioso. A SIC CARAS vai trazer um olhar português, local, sobre um mundo que interessa a toda a gente, o das celebridades, estrelas e famosos. É o mundo das coisas bonitas e da elegância, a cor de que estamos a precisar nesta fase meio cinzenta. Há que não ter vergonha de gostar das coisas bonitas da vida e perceber que não há problema em espreitar o que se passa no dia a dia de quem admiramos.”
Vanessa Oliveira, outra das apresentadoras da emissão em direto, não escondeu a emoção e alegria que sentiu por fazer parte da equipa fundadora de um canal de televisão: “Estava tão nervosa que minutos antes de entrar em direto fiquei com lágrimas nos olhos. Sou a eterna apaixonada pelos programas em direto. É isto que gosto de fazer e para mim só faz sentido se estiver nervosa. Estou mesmo muito feliz. Quando me despedi do meu filho [André, de seis meses], disse-lhe que ia estrear um canal e prometi que daqui a 15 anos estarei a estrear um outro canal. E é isso que farei. Só espero que nessa altura ele já venha comigo à festa!” Também Sofia Cerveira estava entusiasmada com este primeiro dia de emissões: “É um misto de emoções. Por um lado há uma adrenalina muito grande, por ser um direto, por outro, um enorme otimismo e muita alegria por ver nascer um canal.”
Um miniconcerto de Aurea deu início à animação no interior do Torreão Nascente. Depois da atuação da cantora de Scratch My Back, o presidente do grupo Impresa, Francisco Pinto Balsemão, subiu ao palco para fazer um brinde coletivo ao sucesso da SIC CARAS. Os convidados seguiram então para a contígua discoteca Lust, onde, antes de a pista de dança abrir, puderam ouvir os Amor Electro.
No final da festa, Fernanda Dias, publisher e diretora da CARAS, frisou que com o início das transmissões da SIC CARAS um novo ciclo começa: “A junção da CARAS e da SIC só pode resultar num ótimo canal. Com este lançamento, a ‘CARAS’ já está em todas as plataformas. Está no papel há 18 anos, há cinco no online, há três nos tablets e agora na televisão. Só nos falta mesmo a rádio! Foi uma festa maravilhosa, onde transpareceu todo o ‘glamour’ e o lado mais cor de rosa da vida, que também fazem parte das páginas da nossa revista.”

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras