Nas Bancas

Intérprete de lingual gestual na homenagem a Mandela diz que é esquizofrénico

Thamsanqa Jantjie pediu desculpas por todos os gestos sem sentido, garantindo que teve um ataque que não conseguiu controlar durante as cerimónias fúnebres de Madiba, na passada terça-feira, dia 10.

Redação CARAS
13 de dezembro de 2013, 13:41

Thamsanqa Jantjie, o intérprete de língua gestual que acompanhou ahomenagem a Nelson Mandela napassada terça-feira, em Joanesburgo, foi acusado de fraude por váriasassociações de surdos da África do Sul, e veio a público dizer que sofreu umataque de esquizofrenia durante o evento. Terá sido esta a justificação parater feito gestos sem sentido durante a cerimónia em que discursaram líderes detodo o mundo.
O intérprete, de 34 anos, disse ao jornal sul-africano Star que começou a “ouvirvozes e a alucinar” enquanto estava no palco. Isto depois de ter sidoacusado por várias associações de surdos de “apenasestar a abanar os braços”. “Não havianada que eu pudesse fazer. Estava sozinho numa situação muito perigosa. Tenteicontrolar-me e não mostrar ao mundo o que estava a acontecer. Peço muitasdesculpas. É a situação em que me encontro”, afirmou Thamsanqa Jantjie,esclarecendo ainda que está medicado para controlar a doença e que não sabe oque poderá ter despoletado o ataque.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras