Nas Bancas

Bárbara Guimarães recupera o sorriso

A apresentadora está a viver uma nova fase da sua vida.

Redação CARAS
7 de dezembro de 2013, 16:00

Começar uma nova vida. Este foi o desejo que exprimiu Bárbara Guimarães aos seus familiares e amigos mais próximos no dia em que se divorciou oficialmente de Manuel Maria Carrilho. No final da tarde dessa quinta-feira, dia 7 de novembro, Bárbara voltava a sorrir, ao regressar do Campus de Justiça, em Lisboa, onde assinou o acordo de divórcio. A CARAS registou em exclusivo o momento em que a apresentadora da SIC, de 40 anos, entrava na sua casa, no centro de Lisboa, com os documentos que oficializavam o fim do seu casamento de 12 anos com o ex-ministro, de 62. Segundo uma amiga íntima da apresentadora, “Bárbara estava feliz por finalmente ter conseguido o divórcio, um desejo que ela manifestava a Carrilho desde janeiro, mas que este se recusava sequer a equacionar”.
A CARAS sabe que o acordo de divórcio estabelece que a apresentadora fica com a guarda dos dois filhos do casal, Dinis Maria, de nove anos, e Carlota, de três. Carrilho, que partilhará com Bárbara a responsabilidade parental, terá direito a passar um fim de semana de 15 em 15 dias com as duas crianças, bem como a uma refeição a meio da semana. O consenso entre ambas as partes incluiu ainda o pagamento de 400 mil euros por parte da apresentadora ao ex-marido, supostamente o correspondente a cerca de metade do valor da casa de família, um amplo apartamento no centro de Lisboa, que é agora propriedade de Bárbara.
Recorde-se que a separação da apresentadora da SIC e do antigo ministro da Cultura havia sido tornada pública no passado dia 24 de outubro, dia em que se dava início ao que chegou a ser classificado como “guerra aberta”: o fim do casamento ficou marcado pelas declarações polémicas de Carrilho, que acusou Bárbara de ser dependente do álcool, assim como pelas denúncias de violência doméstica por parte dela.
Assinado o divórcio, Bárbara continua a preferir o silêncio, assegurando-nos um familiar da apresentadora que a sua maior preocupação são os filhos: “Proteger a Carlota e o Dinis sempre foi a prioridade da Bárbara, talvez por isso continue a aguentar tantas acusações públicas sem se manifestar. Porém, poucos conseguem imaginar o que tem sofrido na intimidade por estar consciente dos dias difíceis que os filhos vivem.” Fonte próxima do casal defendeu ainda à CARAS que “qualquer pessoa que tenha lido a imprensa nas últimas semanas percebe que Manuel Maria Carrilho sempre exerceu violência psicológica sobre Bárbara”, notando que “as suas declarações têm sido sempre nesse sentido”.
Assinado o acordo, Manuel Maria Carrilho pôde então passar o seu primeiro fim de semana com os filhos, que não via desde dia 15 de outubro, data em que viajou para Paris. No regresso, recorde-se, já Bárbara não o deixou entrar em casa, desencadeando-se nesse dia a polémica que marcou as últimas duas semanas. Foi na tarde de dia 8, sexta-feira, que o antigo ministro pôde ir buscar as duas crianças ao colégio. Na véspera, minutos depois de assinar o divórcio, afirmava publicamente que “tudo acabou onde devia ter começado” e dizia-se “satisfeito por poder ver os filhos de novo”.
Para Bárbara, este foi um fim de semana de emoções fortes: por um lado, o alívio de ver o divórcio concretizado, por outro, a dificuldade em separar-se dos filhos, que se repetirá no próximo fim de semana, uma medida compensatória para o facto de o pai ter estado três semanas sem poder vê-los. “A Bárbara está preocupada essencialmente com as naturais dificuldades que podem surgir no relacionamento dos filhos com o pai, sobretudo o Dinis, por estar consciente da forma como o pai acusou a mãe publicamente de coisas horríveis”, explica-nos uma amiga da apresentadora.
O acordo de partilha estabelece que, nos fins de semana em que está com Dinis e Carlota, Manuel Maria Carrilho deve entregá-los à mãe aos domingos à noite, entre as 21h e as 21h30. Foi o que aconteceu no passado dia 10 de novembro: o professor chegou a casa da ex-mulher cerca das 21h15, levando Carlota pela mão e carregando as mochilas das crianças. Depois de tocar à campainha, entrou no prédio e voltou a sair rapidamente, já sozinho, recusando prestar declarações aos jornalistas que o aguardavam. A CARAS sabe que Bárbara aguardava os filhos dentro de casa e que o reencontro dos três foi “emocionante”, nas palavras de uma amiga da apresentadora.
Sublinha um familiar da apresentadora que ela é “uma mulher muito corajosa e, apesar dos momentos difíceis que viveu, e ainda vive, já sente uma liberdade enorme com o divórcio e uma força imensa para voltar a ser feliz”. Uma felicidade que talvez tenha começado a construir na segunda-feira, 11 de novembro, quando, com um semblante menos carregado e um sorriso discreto, saiu de casa para levar os filhos à escola. Durante o percurso até ao carro, Bárbara ouviu algumas mensagens de apoio dos alunos do liceu D. Filipa de Lencastre, situada na rua onde mora, que gritavam: “Força, Bárbara! Não tenha medo, se for preciso nós tratamos dele!” Um familiar da apresentadora contou à CARAS que esta tem sido, aliás, uma atitude recorrente, e não só de anónimos: “A Bárbara tem recebido muitas mensagens de apoio. Muitas figuras de relevo da nossa sociedade quiseram mostrar que estão com ela e que a apoiam.” Bárbara regressou em pleno ao trabalho, pois da sua agenda faziam parte diversas reuniões na SIC para preparar as galas do programa Factor X.
Ao lado da apresentadora nesta nova fase está a mãe, Isabel Amorim, de quem Bárbara sempre falou com grande orgulho e que, apesar do sofrimento dos últimos dias, não vacila no apoio à filha e na preocupação com o bem-estar dos netos. Até porque, apesar do recomeço de vida, há ainda diversos obstáculos a ultrapassar, com destaque para os processos que estão em tribunal: Carrilho fez queixa de Bárbara por ter sido impedido de entrar em casa e de ver os filhos, ela, como se sabe, acusou-o de violência doméstica.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras