Nas Bancas

John Galliano

John Galliano

John Galliano 'versus' Dior

A sentença do estilista, que pediu uma indemnização no valor de seis milhões de euros à casa francesa, será conhecida em breve.

Redação CARAS
6 de dezembro de 2013, 11:00

John Galliano dirigia há 15 anos a casa de alta costura parisiense Dior quando, sob o efeito de álcool, fez uma série de comentários racistas e antissemitas numa esplanada da capital francesa, o que lhe valeu despedimento imediato. Entretanto, o costureiro interpôs uma ação contra as firmas Dior e John Galliano SA por despedimento ilegal, exigindo uma indemnização de seis milhões de euros. As referidas firmas alegavam que Galliano era freelancer e não fazia parte dos quadros, mas agora o tribunal vem dizer o contrário. A audiência final não está marcada, mas a sentença ainda poderá ser favorável ao criativo inglês.

Palavras-chave

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras