Nas Bancas

Reunião de comentadores do programa ‘passadeira vermelha’

O programa, um direto diário, será a ‘coqueluche’ do novo canal SIC Caras, que arranca dia 6 de dezembro.

Redação CARAS
23 de novembro de 2013, 14:00

A cerca de duas semanas do arranque do canal SIC CARAS, cujas emissões começam a 6 de dezembro, muitos são os preparativos a decorrer. Um dos programas mais aguardados é o Passadeira Vermelha, um magazine transmitido em direto todas as noites. A apresentação ficará a cargo de Andreia Rodrigues, Sofia Cerveira, Liliana Campos e Vanessa Oliveira, que irão reve­zar-se, e a elas juntar-se-ão dois comentadores por dia, entre os quais José Moutinho, Yolanda Lobo, Gilda Paredes Alves, Ana Borges, Bárbara Taborda, Sofia Montereal, Susana Jacobetty, Jorge Correia de Campos, João Jacinto Freitas Ferreira, Vítor Ennes, João Bacelar, Rui Pedro Tendinha, Ana Garcia Martins, Ricardo Martins Pereira, Luísa Castel-Branco, Pedro Reis e Francisco Norton de Matos, entre outros. “Serão duas horas diárias de emissão em direto, com as exigências que nos estão a ser impostas de qualidade e conteúdo. A forma de abordagem dos temas será uma inovação, já que a nossa ideia é nunca ir pelo óbvio enquanto se comenta a atualidade nacional e internacional”, explicou Frederico Ferreira de Almeida, presidente da Fremantle, produtora do programa.
Para dar a conhecer melhor o projeto e promover a interação entre os comentadores, organizou-se um convívio no Hotel Doubletree By Hilton Lisbon – Fontana Park, que acabou por ser muito animado e cheio de boa disposição. “Recebi este convite com uma surpresa enorme e muitos nervos [risos]. É mais um desafio, vou tentar e ver se tenho perfil para o que se pretende. Verei sempre o lado bom das coisas, pois isso faz parte da minha maneira de ser e estar. Espero não participar logo no primeiro programa, para ver primeiro os meus colegas, mas essa rotatividade ainda não está decidida”, contou Gilda Paredes Alves.
Já a ex-manequim Yolanda Lobo, habituada a lidar com as câmaras, mostrou-se tranquila: “Aceitei de imediato, até porque percebi que este desafio terá tudo a ver com o que já é tradição na CARAS, de não fazer crítica social mas sim falar de coisas divertidas que possam interessar à maioria das pessoas. Será um programa leve que possa dar um contributo para que o dia-a-dia das pessoas seja mais fácil. E é isso também que pretendo fazer.”
Habituada a fazer televisão, Luísa Castel-Branco é uma das pessoas mais experientes deste leque: “Estar em direto é o que mais gosto de fazer na minha vida. Adoro trabalhar sem rede. Gosto da noção do perigo, dá-me muita adrenalina [risos].” Apesar da vontade de regressar à televisão, assumiu que não esperava este convite: “Fiquei muito espantada, pois não sou deste ‘filme’ [risos]. Sou muito bicho do mato, não gosto de me expor e não sei o que vai acontecer, mas tenho a certeza de que me vou divertir imenso. Não concebo fazer isto sem me divertir. Serei o mais espontânea possível.”
Foi Daniel Oliveira, diretor do canal, que deu as boas-vindas a todos: “Estes comentadores são a nossa força de elite. Este será um programa positivo, com bom gosto, bom senso e respeito pelas pessoas. Pretende-se que cada um, com o seu conhecimento, traga mais valor ao programa e os comentadores são fundamentais na vivacidade que queremos dar a este projeto. Este programa irá romper com tudo o que existe na televisão.”
No final, Vasco Rolão Preto, produtor da Fremantle, e responsável pelo Passadeira Vermelha, desvendou alguns pormenores: “Esta é uma ideia original, portuguesa. Teremos sempre uma grande preocupação com o estilo, o glamour, mas teremos principalmente um espírito muito positivo. Não abordaremos somente o mundo cor-de-rosa, pois isso acaba por ser redutor, mas sim um mundo de todas as cores. O que se quer é que um programa nunca seja igual ao outro. A juntar a estes comentadores e apresentadoras, que serão sempre rotativos, teremos também um ou dois convidados por programa.”

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras