Nas Bancas

Vítor Baía: “Vou construir com a Andreia a família que tanto desejamos”

“Estamos muito felizes. A Andreia é a ‘tal’ (...) Ela foi a melhor coisa que me poderia ter acontecido.” (Vítor Baía)

Joana Brandão
9 de novembro de 2013, 16:00

A viver uma fase muito serena, Vítor Baía encontrou em Andreia Santos a companheira perfeita para todos os momentos. A beleza, alegria e positivismo da nutricionista são contagiantes e são notórias as mudanças que a sua companhia trouxe ao ex-internacional de futebol. A CARAS esteve com o casal na festa de aniversário da Fashion TV, no Palácio do Freixo – Pousada do Porto, e testemunhou a felicidade que partilham, num dia especial para Vítor: horas antes, aquele que foi considerado pelos adeptos do Futebol Clube do Porto o melhor guarda-redes de sempre dos dragões, esteve na inauguração do Museu do FCP, onde reviu toda a sua carreira no clube para onde entrou com apenas 13 anos. “Foi um dia cheio de emoções, extremamente gratificante, em que recordei momentos fantásticos da minha vida. E nada melhor para terminar do que vir a uma festa com bom ambiente, muita gente bonita, num sítio lindíssimo como este”, afirmou o empresário.
Testemunha e cúmplice da nova vida de Vítor Baía, Andreia Santos acompanhou-o e, no novo museu, apercebeu-se da real importância que o namorado teve e tem na história do FCP. “Fiquei sem palavras. Foi muito comovente ver as imagens de muitos momentos de que ele já me tinha falado. Mexeu muito comigo. Mais ainda nos Dragões de Ouro... o Porto como instituição tem uma história incrível e ver o Vítor fazer parte dela é muito emocionante”, disse-nos Andreia, referindo-se à anual gala de entrega de prémios que se realizou no mesmo dia no Dragão Caixa.
Andreia, de 29 anos, explicou que sempre foi portista por “afinidade familiar”, mas que só quando foi trabalhar como nutricionista para o Leixões Sport Club começou a acompanhar mais regularmente o desporto-rei. “Não me lembro de ver o Vítor a jogar. O meu percurso profissional começou precisamente na altura em que a carreira dele no futebol terminou. Como tal, é tudo novidade para mim. Em casa, temos muitas fotos e vídeos dos tempos em que ele jogava, mas ver o lugar que o Vítor ocupa na história do FCP deixou-me muito orgulhosa”, garantiu.
Juntos há um ano e meio, o ex-guarda-redes e a nutricionista têm construído uma relação estável cuja serenidade é notória. Sobre o futuro, dizem que querem ficar juntos. “Estamos muito felizes. A Andreia é a ‘tal’ e é com ela que vou construir a família que tanto desejamos. A Andreia foi a melhor coisa que me poderia ter acontecido”, diz o agora embaixador do Instituto de Gemologia HRD de Antuérpia para Portugal, Angola e Brasil.
Andreia, que tem uma relação muito tranquila com os três filhos do jogador, Diogo, Beatriz e Afonso, também não esconde o amor e admiração que sente por Vítor Baía, mas salvaguarda que é bastante ponderada nos passos que dá: “Não sou de fazer planos para a vida. Sou de emoções, gosto de viver o momento. No entanto, não sou de relações supérfluas. Quanto me aproximei do Vítor foi porque me identifiquei com os seus valores. Ele é muito genuíno, tem um coração do tamanho do mundo e os mesmo valores e princípios que eu. O que vamos construindo diariamente faz com que nos sintamos cada vez mais apaixonados. Com o tempo, a nossa relação ficou mais forte e cimentada. Estamos muito felizes!”

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras