Nas Bancas

As confissões de Sara Carbonero na reta final da gravidez

A jornalista espanhola diz que está a viver este momento com muita tranquilidade e que está ansiosa para ter o seu primeiro filho, fruto da relação com Iker Casillas, nos braços.

Redação CARAS
7 de novembro de 2013, 12:48

Grávidade sete meses, Sara Carbonero faloucom a revista HOLA! e fez algumasrevelações sobre o bebé e esta nova fase da sua vida. A namorada de Iker Casillas assistiu ao desfile queassinalou o 20.º aniversário da Women’s Secret – marca de lingerie à qual empresta a sua imagem – e acabou por ser o centrode todas as atenções.
Descontraída e sorridente, a jornalista mostrou que está a viver este momentofeliz com muita tranquilidade: “É verdade que estou a desfrutar tanto dagravidez que não tenha pressa que o bebé nasça. Seria diferente que me sentissedesconfortável e estivesse ansiosa para que a gravidez chegasse ao fim, mas nãoé esse o caso. Sinto-me fantástica e estou a aproveitar o dia a dia e todos osmomentos”.
Leia a entrevista que Sara Carbonero deuà HOLA!:
Foi publicado na imprensa que estavas deprimida devido às mudanças físicasprovocadas pela gravidez.
Sara Carbornero – Isso não é verdade, pelo contrário sinto-me muito bem. Nestemomento tenho o peso normal para qualquer mulher que esteja grávida de setemeses. E como já disse noutro evento da Women’s Secret, há dois meses, continuomuito feliz, com energia e vitalidade. Prova disso é o facto de continuar acumprir com os meus compromissos profissionais e espero poder fazê-lo até aofim.
Enquanto o teu corpo permitir?
Exatamente. A minha vontade é continuar a trabalhar até dezembro ou atédias antes da data prevista para o nascimento do bebé, que será final dedezembro, início de janeiro. Claro que agora dependerá de como me sinto daquipara a frente. Para já, sinto-me bem, mas se tiver que ficar de baixa, ficarei.
Está a aproximar-se a data e tu és mãede primeira viagem. Tens medo do parto?
Pelo contrário. Tenho muita vontade de ter o meu filho nos braços. Setivesse medo seria apenas por ter de enfrentar uma situação nova, sem saber seestarei ou não à altura do momento, mas não penso muito nisso.
Como estás a preparar-te para amaternidade?
Tenho pedido conselhos a amigas que já tiveram filhos. Quero saber aopinião delas, ouvi-las e que me contem as suas experiências e vivências. Alémdisso, estou a ler uns livros muito interessantes sobre a maternidade.
O Iker também está a ler?
Não, ele deixou essa parte para mim.
Ele tem-te acompanhado às aulas depreparação para o parto?
Não, mas porque também ainda não comecei. Sei que já deveria ter tidoalgumas aulas, mas ainda não comecei. De momento, o que estamos a fazer é pormuita coisa para o bebé ouvir. É uma das recomendações para o momento donascimento, por isso estamos já a habituá-lo ao som das guitarras, canções deembalar e até músicas de Michael Jackson.
E já decidiram qual será o nome do bebé?
Não, ainda não decidimos. E não é que não queiramos escolher. O Iker e eutemos muitas dúvidas e penso que só tomaremos uma decisão no final da gravidez.
Existe a possibilidade de ter o mesmonome do pai?
O nome é muito bonito, eu gosto, mas preferia que pai e filho tivessemnomes diferentes. Há tantos nomes. Além disso, o nome que escolhermos será paraa vida toda, por isso é preciso pensar bem, é possível que decidamos no últimodia.
Como imaginas o dia em que terás o teufilho nos braços?
Será o dia mais bonito da minha vida. Até me emociono quando penso nissoporque é um filho muito desejado.
E depois do parto, o casamento?
Não sei, veremos. Para já estou ocupada a pensar no parto e a habituar-meà nova realidade, quando levarmos o bebé para casa.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras