Nas Bancas

151953796.jpg

Getty Images

Kate Hudson foi o grande apoio de Lea Michele após a morte do namorado, Cory Monteith

O ator foi encontrado morto num quarto de hotel em Vancouver, no passado mês de julho, vítima de uma ‘overdose’ de álcool e heroína.

Redação CARAS
4 de novembro de 2013, 16:52

Kate Hudson foi o grande apoio de Lea Michele após a morte de Cory Monteith. Em entrevista à edição de dezembro da revista Elle, a protagonista da série Glee confessou que Hudson foi a primeira pessoa a quem telefonou depois de saber da morte do namorado, vítima de uma overdose de álcool e heroína. “Liguei para a Kate e disse, ‘Não sei para onde ir porque a minha casa está cercada de jornalistas’. E ela disse, ‘Vem para minha casa’”, afirmou.  
“Ela deixou a minha família ficar lá, tal como os meus amigos. Fez questão que o frigorífico estivesse cheio com os meus sumos favoritos. Nunca vou ser capaz de agradecer-lhe verdadeiramente tudo o que fez por mim”, explicou.
Michele, de 27 anos, revelou que vai lidar com a situação um dia de cada vez. “Nunca pensei estar nesta posição. Agora que estou, posso escolher superar, e é isso que vou tentar fazer. Eu sei que o Cory não iria querer nada de mim além do facto de usar essa situação para ajudar outras pessoas”, acrescentou.
Recorde-se que Cory Monteith foi encontrado morto num quarto de hotel em Vancouver, no Canadá, no passado mês de julho.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras