Nas Bancas

Martina Hingis

Martina Hingis

Getty Images

Martina Hingis interrogada pela polícia depois da queixa de violência doméstica

A antiga tenista suíça foi acusada de agressão pelo marido, Thibault Hutin.

Redação CARAS
31 de outubro de 2013, 12:38

Martina Hingis foi ouvida pela polícia na sequência da queixa de violência domésticaapresentada pelo seu marido, ThibaultHutin, em setembro último. “As trêspessoas mencionadas na denúncia foram interrogadas na semana passada e fizemosum relatório que foi enviado para a justiça”, afirmou um porta-voz dasautoridades do cantão suíço de Schwitz.
Na queixa apresentada por Hutin, foram mencionados os nomes da antiga tenista,da sua mãe, Melanie Molitor, e docompanheiro desta. O desportista francês disse à polícia que tinha sidoagredido pela mulher e pela sogra, na residência do casal, em Feusisberg,especificando que “bateram e arranharam”.
Thibault Hutin garantiu, no entanto, que não respondeu da mesma forma, tendoapenas tentando evitar as agressões. “Aminha educação proíbe-me bater em mulheres. Apenas tentei defender-me”,disse ao diário Blick, adiantandoainda que as duas mulheres lhe bateram na “cabeçacom um leitor de DVD”. “Queriammatar-me, fiquei surpreendido. Nunca pensei que pudessem ir tão longe”,afirmou ainda, acrescentando que também recebeu ameaças por SMS.
Martina Hingis, de 33 anos, e Thibault Hutin, de 26, casaram-se em dezembro de2010. Há alguns meses, ainda antes da queixa de violência doméstica, o desportistafrancês garantia que o casamento tinha chegado ao fim porque a mulher era “infiel por natureza”.
Cabe agora à justiça suíça decidir as penas a aplicar.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras