Nas Bancas

Elogios a Cristiano Ronaldo e críticas a David Beckham na autobiografia de Alex Ferguson

As memórias do treinador escocês prometem dar que falar.

Redação CARAS
23 de outubro de 2013, 13:08

Alex Ferguson, de 71 anos, lançou a sua autobiografia esta terça-feira, dia 22 deoutubro. O homem que esteve à frente do Manchester United durante 26 anos contano livro vários episódios importantes da sua carreira e fala dos jogadores quemais o marcaram, tanto pela positiva como pela negativa.
E no que toca a elogios, o nome mais apontado é o de Cristiano Ronaldo, a quem Ferguson confessa que travou a saída doclube inglês para o Real Madrid, em 2008. “Numaaltura em que existia a possibilidade de sair, cheguei a um acordo decavalheiros. Estive na casa de Carlos Queiroz e ele estava inclinado a sair edisse-lhe que este ano não podia ser, isto por causa do modo como Ramón Calderón abordou a transferência.Sei que queres ir para o Real Madrid, mas prefiro dar-te um tiro a vender-teagora (2008). Se continuares a trabalhar como tens feito até agora, alguém iráaparecer e oferecer uma quantia recorde por ti. Nessa altura estarei disposto adeixar-te sair”, recorda o técnico na autobiografia. E Ronaldo saiu mesmo,no ano seguinte, por 94 milhões de euros, protagonizando a maior transferênciade sempre.
Mantendo-se fiel a uma das maiores características da sua personalidade, a sinceridade,Alex Ferguson tece críticas a DavidBeckham que, segundo ele, estava mais interessado em ter fama do que jogarum bom futebol, chegando mesmo a ter comportamentos que prejudicavam toda aequipa. Roy Keane, Rafa Benítez, Steven Gerrard, Dwight Yorke,Diego Forlán e Ruud Van Nistelrooy estão também entre os atletas com quem o treinadorteve divergências.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras