Nas Bancas

Ricardo Pereira e Francisca Pinto Ribeiro: "Estamos ansiosos para conhecer a bebé"

A um mês do nascimento de Francisca, o ator português – que empresta a imagem ao projeto social do Rock in Rio “Lixo no Lixo, Rio no Coração” – e a mulher estiveram na edição brasileira do festival que teve lugar no Parque dos Atletas, conhecido também como Cidade do Rock, na Barra da Tijuca.

Cristiana Rodrigues
6 de outubro de 2013, 12:00

Ricardo Pereira sorri, dá um autógrafo, deixa-se fotografar pelos fãs. É simpático. Mais do que simpático, o ator – português e com um sucesso inigualável no Brasil – é espontâneo, humilde. Francisca Pinto Ribeiro, de 30 anos, acompanha os passos do marido com orgulho. Não porque toda a gente o conhece, mas porque o ator merece esse reconhecimento. Para a pesquisadora de arte, Ricardo é o marido maravilhoso e o pai presente. E é com ele que mantemos esta conversa. Um encontro marcado no Rock in Rio, no Rio de Janeiro, onde o ator – que está envolvido no projeto social que o Rock in Rio está a promover, “Lixo no Lixo, Rio no Coração” – e a mulher estiveram para ver especificamente o concerto de Beyoncé. A data não poderia ser a melhor: 14 de setembro, às 00h05..
– Já passa da meia-noite. Parabéns, Ri­cardo! Grande presente de aniversário...
Obrigado! Sim, vir à Cidade do Rock ver este concerto é uma excelente forma de festejar o meu 34.º aniversário. [risos] Mas tenho recebido tantos presentes que me têm deixado tão feliz...
– Isso é muito bom...
Sim. Estão a acontecer muitas coisas boas na minha vida e esta semana foi demais. Entre o aniversário da Francisca e festejar­mos sete anos de namoro, ainda estreei aqui no Rio de Janeiro, ao lado da excelente atriz Maria Ribeiro, a peça 'Um Sonho para Dois', que era um desejo que eu tinha, e daqui a três dias estreia 'Joia Rara', a nova novela da Globo que estou a gravar.
– E há ainda a gravidez da Francisca...
Claro! A Francisca está no oitavo mês de gravidez, já estamos ansiosos para ver a cara da bebé. O Vicente tem quase dois anos e é uma criança que se percebe que é feliz e isto é tudo o que um pai precisa. Tenho tido uma vida bem intensa.
– Com tudo a correr tão bem, não chega a achar que está a viver um sonho?
Sim, por vezes preciso de digerir tudo o que de bom me acontece e nessa altura é bom ir para um cantinho com as pessoas que me acompanham nesta luta diária e todos juntos entendermos o que se passa.
– Para continuar com os pés bem assen­tes na terra?
Sim, sempre. É importante ter os pés bem assentes na terra, nem que seja apenas um dedinho que nos faça descer à realidade sempre que necessário. Os momentos bons são para aproveitar e desfrutar e são resultado do trabalho diário, mas devemos entendê-los, dar-lhes o devido valor e agradecer a quem nos acompanha e também os torna possíveis!
– Agora que falta menos de um mês para o nascimento da Francisca, está a ficar ansioso?
Sim, a ansiedade neste momento é enorme. Até porque vai certamente ser diferente do Vicente e queremos ver como é. Depois, dizem que as raparigas são mais ligadas ao pai e quero apurar se isso é verdade... [risos]
– No início da conversa dizia-me que festejavam também sete anos de namoro.
São sete anos de vida em comum e fazemos sempre questão de festejar e durante alguns dias, porque a Francisca faz anos a 12, começámos a namorar a 13 e eu faço anos a 14. Este ano, devido à minha agenda profissional super preenchida e ao facto de a Francisca estar na reta final da gravidez, não fizemos uma grande comemoração, mas fazemos algumas, pequenas mas muito boas!
– Têm sido sete anos preenchidos com...
Sorrisos, muitos beijos, amor, alegria, viagens, e sempre de mãos dadas.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras