Nas Bancas

RTR2RYBM.jpg

Reuters

Katherine Jackson perde caso de negligência pela morte do filho, contra a AEG

A matriarca da família de Michael Jackson não se sente derrotada e afirma que a verdade foi descoberta.

Redação CARAS
3 de outubro de 2013, 11:51

Katherine Jackson levou a AEG Live, a promotora dos concertos do filho, Michael Jackson, a tribunal por negligência no cado da morte do cantor. Mas um júri decidiu que a AEG não era culpada da morte do Rei da Pop ao ter contratado Conrad Murray e que o médico estava apto para o cargo na altura. Recorde-se que o médico pessoal de Michael Jackson foi considerado culpado da sua morte por homicídio involuntário.
Katherine Jackson, que tem a custódia dos três netos, Paris, Prince e Blanket, queria centenas de milhões de dólares para si e para os netos em indemnização. Apesar de ter perdido, a matriarca não se sente derrotada. "Dissemos desde o início que este caso era pela procura da verdade. E a verdade foi descoberta. A AEG contratou Conrad Murray, o homem que está na cadeia por ter morto Michael Jackson", disse ao TMZ.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras