Nas Bancas

PJF_lar009.jpg

Paulo Jorge Figueiredo

Herman José teve a companhia da mãe numa rara ida ao teatro

Herman admite que vai poucas vezes ao teatro, mas não podia faltar à reposição de ‘Lar Doce Lar’, comédia protagonizada pelos seus colegas e amigos Maria Rueff e Joaquim Monchique.

Inês Mestre
20 de setembro de 2013, 10:40

Herman José tem a agenda profissional muito preenchida, pelo que raramente tem oportunidade de ir ao teatro no papel de espectador, mas não podia faltar à reposição de Lar Doce Lar, comédia que conta com as interpretações dos seus colegas e amigos Maria Rueff e Joaquim Monchique. “Eles não precisam do meu apoio, mas tenho muita curiosidade em ver como a peça evoluiu”, explicou o humorista, que nesta saída noturna teve a companhia da mãe, Maria Odete von Krippahl.
“Vou muito ao teatro no estrangeiro. Cá, gosto de ir ao teatro para atuar, e é muito raro ser espectador, porque tenho uma agenda muito preenchida”, esclareceu ainda Herman, não deixando de frisar que para os amigos consegue inventar “maneiras de abrir espaço na agenda”. Uma agenda que nes­te momento está preenchida com os espetáculos de One (Her)man Show um pouco por todo o mundo. “Já estive em Macau, Moçambique, Nova Iorque, e tem sido muito interessante. Este é o regresso à arte na qual me formei, que é estar em palco com os meus músicos. Foi assim que comecei e palpita-me que é assim que vou acabar”, concluiu.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras