Nas Bancas

18 anos Caras passados em revista em edição de aniversário

Bibá Pitta, Ricardo Carriço, Bárbara Guimarães e Ricardo Pereira revivem histórias com a CARAS

Cláudia Alegria
11 de setembro de 2013, 18:26

Para assinalar os 18 anos da CARAS, convidámos quatro das pessoas que têm sido presença assídua nas páginas da nossa revista – algumas desde as primeiras edições – para a mais recente campanha de comunicação da marca nas suas várias plataformas: a revista impressa, tablets, smarthphones e site. Passando em revista as várias produções fotográficas e entrevistas que fizeram para a CARAS, Bárbara Guimarães, Ricardo Carriço, Bibá Pitta e Ricardo Pereira acabaram por recordar páginas das suas vidas, momentos marcantes das suas carreiras e, claro, das suas vidas pessoais. “Olhando para estas revistas, tenho uma visão de um percurso coerente, dos passos que fui tomando, das opções que fui fazendo e das consequências que essas escolhas trouxeram. Das capas que aqui estão, chamam-me a atenção a da gravidez do Dinis e a do nascimento da Carlota. Há um fio condutor ao longo de cada produção da revista que conta uma bela história de vida”, afirmou Bárbara Guimarães que, em jeito de conclusão, acrescentou: “Chegámos aqui com muitas histórias, muitas capas e vidas de muitas caras que vão, também elas, contanto a história de um país.”
Há 18 anos, Ricardo Carriço já tinha abandonado a carreira de modelo e abraçado a de ator, estando nessa altura a dar os primeiros passos no mundo do teatro. “Houve pessoas que conheci no início da minha carreira e uma delas foi a Fernanda Dias, atual diretora da CARAS. É engraçado, porque acabei por conviver de uma forma muito próxima com as redações das revistas e isso acabou por criar afinidades e amizades. A CARAS, para mim, é um projeto que faz um bocadinho parte de todos nós. Tem sido o retrato da sociedade portuguesa e tem tido a capacidade de nunca desrespeitar a identidade das pessoas, o que eu acho muito saudável. Como meio de divulgação, não há dúvida que a CARAS é uma revista que tem um reconhecimento público muitíssimo grande e tem uma capacidade enorme de ajudar a divulgar e a promover vários tipos de eventos e espetáculos. O facto de a CARAS estar presente nos eventos é como o Correio Azul: é meio caminho andado [risos]”, brincou o ator.
Bibá Pitta, por seu lado, recorda-se que a primeira fotografia sua a ser publicada na CARAS foi tirada na praia do Ancão, no Algarve, em que surgia com a filha Maria, ainda bebé, ao colo. Maria tem hoje 20 anos... Mas a peça mais marcante foi, sem dúvida, a produção que fez com a filha Madalena, que tem trissomia 21, na qual abriu o coração. “Foi uma reportagem brutal. Uma capa de que, se calhar, pouca gente estava à espera: ver a diferença ali, ao vivo e a cores, sem pudor nenhum e com a maior transparência. Acho que foi importantíssimo mostrar a diferença e a CARAS ajudou-me a partilhar a minha vida nesse sentido”, revela Bibá, pedindo que os próximos 18 anos sejam tão bons quanto os últimos foram. “Nunca se sabe o dia de amanhã mas, nestes 18 anos, realmente não houve momentos maus, o que é fantástico."

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras