Nas Bancas

Cláudia Missura confessa estar ‘apaixonada por Portugal’

A atriz, que interpreta Janaína na novela ‘Avenida Brasil', esteve de férias em Portugal. Durante esta sua estada em terras lusas, Cláudia revelou à CARAS quem é fora do ecrã.

Marta Mesquita
8 de setembro de 2013, 10:00

Cláudia Missura, de 40 anos, já tem uma sólida carreira na representação, mas foi com a Janaína de Avenida Brasil, em exibição na SIC, que se tornou mais conhecida do público português. Antes de iniciar as gravações da novela Joia Rara, a atriz brasileira veio a Portugal visitar a sua irmã Dulce, que mora cá há quase dez anos, e a CARAS conversou com ela sobre os sonhos que quer realizar dentro e fora do ecrã.
– Com uma irmã a morar há quase dez anos em Portugal, acredito que não seja a primeira vez que cá vem...
Cláudia Missura – Já tinha vindo a Portugal, mas há uns 13 anos, portanto, a minha irmã ainda não vivia cá! Esta é a primeira vez que a venho visitar.  Trabalho muito e tem sido difícil arranjar tempo para vir à Europa.
– E o que está a achar de Portugal?
– Nós no Brasil sabemos muito pouco sobre Portugal. Quando cá vim da primeira vez, fiquei logo encantada, e agora fiquei completamente apaixonada!
– E não ficou surpreendida com o sucesso que a Avenida Brasil está a fazer em Portugal?
– Muito! E fui recebida com muito carinho! As pessoas têm-me elogiado e vêm conversar comigo sobre a personagem e as dificuldades que a Janaína vivia com o filho.
– Sempre apostou muito mais no teatro do que na televisão. Sente que Avenida Brasil representa um ponto de viragem na sua carreira?
– Acho que foi um ponto de viragem na minha vida e na de todos os atores que participaram. Tive a sorte de trabalhar com grandes seres humanos, com quem troquei muitas experiências. Houve muito pouco ego e muito companheirismo e trabalho de equipa. E ajudou-me a descobrir que, apesar de ter sido treinada no teatro, é bom fazer televisão. Sou uma pessoa inquieta, que gosta de novos desafios.
– Não tem filhos. Acha que a sua vida pessoal tem ficado em segundo plano por causa dessa sua dedicação ao trabalho?
– Eu achava que aos 40 anos já ia ser mãe de cinco filhos! Adoro crianças! Infelizmente, não aconteceu um encontro na minha vida que resultasse numa criança. Pode ainda acontecer… A minha vida profissional acaba por se misturar com a minha vida pessoal. Não dá para separar. Eu não consigo ficar sem trabalhar. Às vezes falo é em adotar.
– E que mais podemos saber sobre a Cláudia de todos os dias?
– Sou uma pessoa simples, que valoriza pequenos prazeres, como estar perto dos amigos e da família. Sou uma pessoa que procura viver o momento presente, sem nenhuma ansiedade. Até gostava de ser uma pessoa mais solta.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras