Nas Bancas

Familiares e amigos prestam última homenagem a António Borges

O economista tinha 63 anos e morreu este domingo, 25 de agosto, vítima de cancro do pâncreas.

Redação CARAS
26 de agosto de 2013, 20:15

O consultor do Governo para as privatizações António Borges morreu ontem, dia 25 de agosto, no Hospital da Cruz Vermelha, em Lisboa, vítima de cancro do pâncreas, diagnosticado em 2010.
O economista, de 63 anos, nasceu em Ramalde, no Porto, era casado com Isabel Araújo Sobreira e tinha quatro filhos, António, João Pedro, Sofia e Gonçalo.
António Borges foi o número dois do FMI, reitor da escola de negócios francesa, Insead, e vice-presidente da Goldman Sachs. Ocupou funções de liderança no PSD, e continuou a trabalhar até à sua morte como consultor do governo para as privatizações e renegociações das Parcerias Público-Privadas.
O corpo do economista esteve em câmara ardente na Basílica da Estrela desde a tarde ontem e foram muitos os amigos, colegas e familiares que quiseram prestar-lhe uma última homenagem.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras