Joaquim Norte de Sousa Ruben Alves
1
/
2
Joaquim Norte de Sousa Ruben Alves
2
/
2

Ruben Alves estreia ‘A Gaiola Dourada’: “Sou um embaixador de Portugal”

Com 33 anos, o realizador luso-descendente diz que o filme é uma homenagem aos pais.

Redação CARAS
07 Agosto 2013, 12:56

Filho de emigrantes, Ruben Alves emocionou os portugueses que vivem em França com a sua primeira longa-metragem, A Gaiola Dourada. “Este filme é a minha homenagem aos meus pais e a todos os portugueses que se viram obrigados a deixar o próprio país em busca de uma vida melhor”, explica à CARAS a bordo do Spirit of Chartwell a caminho do Douro. “As reações têm sido incríveis porque, pela primeira vez, os emigrantes veem a sua história ser contada com dignidade e com projeção a nível nacional. Eles sentem-se orgulhosos por ver reconhecido, finalmente, o seu contributo”, conta o também ator que, nos últimos tempos, se tem dividido entre Paris e Lisboa, onde comprou casa recentemente. “Felizmente não tenho de escolher entre as duas cidades, elas complementam-se. Sou fã de Portugal, um embaixador desde miúdo. Lembro-me que, quando era miúdo, preferia as praias da Costa da Caparica às de Saint-Tropez e quando trazia os meus amigos cá eles percebiam o meu fascínio”, exemplifica.
Depois do sucesso de A Gaiola Dourada em França, o realizador aguarda agora a reação dos portugueses a esta comédia que conta com Joaquim de Almeida, Rita Blanco e Maria Vieira nos principais papéis.

Relacionados

Comentários

ATENÇÃO:ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras

SUBSCREVA AQUI

Caras nas redes

Mais na caras

X

Sabia que o seu Internet Explorer está desatualizado?

Para usufruir da melhor experiência de navegação na nossa página web recomendamos que atualize para uma nova versão. Por favor faça a atualização aqui .