Nas Bancas

Depois do cancro de pele, Jorge Gabriel aconselha: “Sejam hipocondríacos”

A CARAS conversou com Jorge Gabriel, na Foz, sobre o cancro de pele que sofreu há dois anos e que, por ter sido detetado prematuramente, não afetou a vida do apresentador.

Joana Brandão
6 de agosto de 2013, 10:17

Dois anos depois de ter detetado um melanoma na zona do abdómen, Jorge Gabriel partilha a sua experiência de forma a alertar os portugueses para os riscos de cancro de pele. “Este tipo de mal não acontece só aos outros. O clima está diferente e temos de adaptar a nossa vida à realidade. Hoje, não chega colocar protetor solar, porque o sol está muito agressivo”, afirma, acrescentando: “Sejam hipocondríacos com a vossa pele. Observem-se ao espelho e, caso notem alguma alteração suspeita, vão ao dermatologista imediatamente. O tempo pode ser a chave para o problema.
Foi assim que o apresentador da RTP suspeitou que algo se passaria. “Depois do banho estava a olhar-me ao espelho e reparei que tinha um sinal diferente, com uma configuração estranha, meio esbatido. Nessa altura, o Dr. Osvaldo Correia era convidado habitual do Praça da Alegria e no final do programa falei com ele. Fui a uma consulta e após um exame mais pormenorizado concluiu-se que era maligno. Fui operado imediatamente e estou aqui. De seis em seis meses tenho consulta e felizmente está tudo bem”, conta, reforçando que “se um cancro for detetado a tempo pode ser solucionado.” A incidência do cancro da pele em Portugal continua a ser preocupante face à média europeia, pelo que todas as campanhas e alertas são necessárias de forma a combater esta doença que vitima mais de 400 portugueses por ano, segundo dados da Associação Portuguesa de Cancro Cutâneo.
A origem do melanoma de Jorge Gabriel continua uma incógnita. “Pode ter sido um escaldão que apanhei na adolescência ou o uso de solários – que são extremamente perigosos e deviam ser proibidos em Portugal, como já são em vários países”, aponta.
Passado o susto, é tempo de partilhar a sua história e, quem sabe, ajudar a reduzir o número de vítimas do sol. Lá em casa, a mulher, Filipa Gameiro, as filhas mais novas, Mariana e Mada­lena, e o filho mais velho – fruto do seu primeiro casamento –, Duarte, já estão preparados para gozar mais um verão com todos os cuidados.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras