Nas Bancas

Julio Iglesias (en)canta em Lisboa

Julio Iglesias cantou durante cerca de duas horas num espetáculo repleto de músicas românticas que incluiu momentos de verdadeira conversa com o público. O cantor fez homenagem aos amigos Amália Rodrigues e Eusébio, que assistiu ao concerto, tal como uma das irmãs do rei Juan Carlos.

Redação CARAS
31 de julho de 2013, 14:00

Durante quase duas horas, Julio Iglesias animou o Meo Arena com alguns dos seus maiores êxitos, músicas românticas de cantores como Elvis, Alejandro Sanz e George Michael e muita conversa com os portugueses que estavam na sala. O cantor tentou falar sempre em português e relembrou a sua ligação ao nosso país e o carinho que, em 45 anos de carreira, recebeu do nosso povo: “Estou feliz por ter passado uma noite inesquecível em Lisboa. Obrigado Portugal por tantos anos, tanta vida e tanto amor.”
Julio Iglesias fez homenagens a dois amigos que já morreram, Luciano Pavarotti e Amália Rodrigues, e ainda a Eusébio, que assistiu ao concerto e, no fim, falou com a CARAS: “O Julio é um grande amigo e a homenagem dele foi fantástica, nem tenho palavras. É algo de que nunca me irei esquecer.”
A primeira parte do concerto foi assegura­da por Cuca Roseta, que subiu ao palco para cantar Besame Mucho em dueto. “Foi muito emocionante. Quando subi ao palco e vi a sala cheia, foi ótimo. Conhecer o Julio Iglesias e cantar com ele foi muito bom. Depois, ele a tentar beijar-me enquanto cantávamos e eu a tentar escapar foi hilariante, faz parte do espetáculo. Ele é mesmo um galã, mas também uma pessoa ternurenta. E pediu-me para dar o meu toque de fado, que cantar com a Amália tinha sido uma das coisas mais maravilhosas que tinha feito e que se emociona muito com o fado.”

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras