Nas Bancas

164274617.jpg

Getty Images

Franceses querem que Carla Bruni devolva 410 mil euros

A ex-primeira-dama recebeu dinheiro do Estado para a sua fundação, que é privada.

Redação CARAS
26 de julho de 2013, 18:25

Foram muitos os pedidos que surgiram esta quinta-feira, dia 25, na imprensa francesa e nas redes sociais para que Carla Bruni devolvesse ao Estado os 410 mil euros que o site da sua fundação recebeu quando o marido, Nicolas Sarkozy, era presidente do país.
A página de internet da fundação (carlabrunisarkozy.org), que é privada, dedica-se à luta contra as desigualdades sociais e a garantir o acesso à cultura e à educação, e foi integralmente financiada com dinheiros públicos em 2011 e 2012, segundo um relatório do Tribunal de Contas francês.
Vários meios de comunicação estão a desenvolver portais semelhantes, de forma a demonstrar que, no máximo, seriam precisos apenas 10 mil euros para criar um projeto igual ao de Carla Bruni. As notícias depressa começaram a ser partilhadas nas redes sociais e já foi criado um abaixo-assinado a pedir que a antiga primeira-dama francesa devolva o dinheiro que recebeu ao Estado francês.
Recentemente já tinha sido feita uma comparação entre as despesas mensais de Carla Bruni quando o marido era presidente e o que gasta atualmente Valérie Trierweiler, companheira do atual chefe de Estado, François Hollande. Concluiu-se que a equipa de Valérie, que conta com dois colaboradores e três funcionários, tem um orçamento mensal de 19 742 euros, enquanto Bruni recebia 36 448 euros.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras